Comércio varejista é a atividade de venda de bens ou serviços diretamente ao consumidor final, em quantidades menores, normalmente realizada em lojas físicas ou por meio de canais online. Essa modalidade comercial está focada em atender às necessidades individuais dos clientes, oferecendo uma variedade de produtos em pequenas quantidades e com preços ajustados para o público em geral.

Você está pensando em começar o seu próprio comércio varejista? Então encontrou o artigo certo! Chegou a hora de entender mais a fundo os negócios de varejo e acabar com as dúvidas. Assim, você poderá construir o seu próprio comércio de sucesso. Vamos mergulhar nesse tema!

Por que a indústria do varejo é importante?

A indústria do varejo é incrivelmente importante por várias razões! Em primeiro lugar, ela é a pedra fundamental do nosso hábito de consumo diário. Pense nisso, sempre que você precisa comprar algo para uso pessoal ou doméstico, recorre ao comércio varejista.

Seja o supermercado onde você compra comidas deliciosas, a loja de roupas que deixa você na moda, ou até mesmo a loja de eletrônicos que sempre tem soluções úteis. Sem o varejo, nossas vidas seriam muito mais complicadas e chatas!

Além disso, o comércio varejista desempenha um papel vital na economia. O varejo latino-americano cresceu 15% apenas entre 2020 e 2021. Esse setor cria empregos em diversos setores, desde os vendedores e atendentes de lojas até os responsáveis pela logística e distribuição dos produtos.

As empresas varejistas também geram receitas significativas, contribuindo para os impostos que sustentam serviços públicos e infraestruturas essenciais. Imagine um mundo sem essa indústria vibrante - seria um verdadeiro desastre econômico!

Por último, mas não menos importante, o varejo é uma forma poderosa de interação social e experiência do cliente. As lojas físicas oferecem um ambiente onde as pessoas podem se conectar, descobrir novos produtos e se envolver com marcas e seus valores.

A experiência de compra, seja online ou em lojas físicas, permite que os clientes tenham contato direto com os produtos, tirem dúvidas e façam escolhas informadas. Isso torna o varejo mais do que apenas uma transação comercial; é uma oportunidade de criar memórias, compartilhar histórias e se sentir parte de uma comunidade consumidora.

Deu para sentir a dimensão da importância do comércio varejista? Então, vamos conhecer os diferentes tipos de negócios dessa indústria.

Diferentes tipos de varejo

Você conhece os principais comércios varejistas? Isso é fundamental para que você tenha uma base de possibilidades de atuação do seu negócio!

E é importante lembrar que, com o aumento das lojas virtuais, o varejo também sofreu profundas transformações quanto ao atendimento e logística, migrando para os ambientes de e-commerce. Segundo pesquisa da Zippia, as vendas online cresceram em 56% entre 2019 e 2022.

Então, vamos conferir abaixo os diferentes tipos de varejo:

  • Hipermercados e supermercados: esses estabelecimentos são caracterizados pela venda de produtos alimentícios e itens de uso doméstico em grande quantidade e variedade. Eles oferecem conveniência aos clientes, pois permitem compras em larga escala e oferecem uma ampla gama de produtos, desde alimentos frescos até produtos de limpeza e higiene. Além disso, muitos hipermercados e supermercados também possuem seções de eletrônicos, roupas e outros produtos não alimentares para diversificar sua oferta e atrair mais consumidores;
  • Lojas de móveis e eletrodomésticos: especializam-se na venda de móveis para casa, como sofás, mesas, armários, bem como eletrodomésticos como geladeiras, fogões, máquinas de lavar etc. Geralmente, oferecem uma variedade de opções para mobiliar e equipar residências, e podem fornecer serviços como montagem e entrega para facilitar a vida do cliente;
  • Lojas de bebidas: podem incluir desde lojas especializadas em vinhos e bebidas alcoólicas até lojas que oferecem uma ampla variedade de bebidas, como água, refrigerantes, sucos e chás. Algumas também podem fornecer bebidas para eventos e festas em grande quantidade. Algumas lojas podem focar em bebidas específicas, como vinhos finos ou cervejas artesanais, enquanto outras oferecem uma seleção diversificada de bebidas para atender às preferências dos clientes;
  • Lojas de produtos especializados: essas lojas concentram-se em produtos específicos que podem ser difíceis de encontrar em lojas de varejo mais comuns. Exemplos incluem lojas de artigos esportivos, lojas de instrumentos musicais, livrarias especializadas, lojas de brinquedos educacionais, entre outras. Elas atendem a nichos de mercado específicos, buscando satisfazer necessidades e interesses particulares dos consumidores;
  • Lojas de conveniência: as lojas de conveniência são caracterizadas por sua localização estratégica e horários de funcionamento estendidos, geralmente abertas 24 horas. Elas oferecem produtos de consumo rápido e conveniente, como alimentos embalados, bebidas, produtos de higiene e tabaco. Essas lojas são frequentemente procuradas por clientes que desejam realizar compras rápidas e evitar deslocamentos para supermercados maiores;
  • Lojas de vestuários: lojas como essas oferecem roupas, calçados e acessórios de moda para homens, mulheres e crianças. Podem variar desde lojas de moda de luxo até lojas de roupas acessíveis para diferentes faixas de preço. Algumas se especializam em determinados estilos ou categorias, como moda esportiva, moda praia, roupas para festas, etc. O ambiente da loja e a experiência de compra são elementos importantes para atrair e fidelizar os clientes;
  • Lojas de material de construção: essas lojas fornecem materiais e suprimentos para construção, reforma e decoração de casas e edifícios. Isso inclui itens como madeira, cimento, tintas, ferramentas, encanamentos e materiais elétricos. Podem atender tanto a consumidores finais quanto a empreiteiros e profissionais da construção civil. Algumas lojas oferecem serviços adicionais, como assistência técnica, aluguel de ferramentas e consultoria em projetos de construção;
  • Lojas de departamento: são grandes estabelecimentos de varejo que oferecem uma ampla variedade de produtos, geralmente organizados por departamentos, como moda, cosméticos, eletrônicos, eletrodomésticos, artigos para casa e muito mais. Essas lojas podem abranger várias marcas e oferecer um ambiente de compras completo e diversificado. Muitas vezes, elas incluem também restaurantes, cafés e outros serviços para proporcionar uma experiência de compra mais completa e agradável;
  • Lojas de veículos: essas lojas são especializadas na venda de veículos automotores, como carros, motos e bicicletas. Podem ser revendedores autorizados de marcas específicas ou oferecer uma seleção diversificada de veículos novos e usados. Além da venda de veículos, algumas lojas também podem oferecer serviços de manutenção e reparo, bem como acessórios e peças sobressalentes relacionados aos veículos. É uma indústria altamente competitiva, e as estratégias de vendas e atendimento ao cliente são cruciais para o sucesso desses estabelecimentos;
  • Livrarias: são estabelecimentos que se especializam na venda de livros, revistas e outros materiais de leitura. Elas podem oferecer uma ampla variedade de gêneros literários, incluindo ficção, não-ficção, literatura infantil, romances, entre outros. Algumas livrarias também têm espaços para eventos, como lançamentos de livros, sessões de autógrafos e clubes de leitura, proporcionando uma experiência mais interativa para os clientes. Com o crescimento do mercado digital, muitas livrarias também oferecem serviços de venda online e e-books;
  • Lojas de produtos naturais e orgânicos: são especializadas em produtos naturais, orgânicos e saudáveis. Elas oferecem uma variedade de alimentos naturais, suplementos, produtos de beleza e higiene pessoal orgânicos, além de produtos ecologicamente corretos. Essas lojas atraem clientes preocupados com a saúde, bem-estar e sustentabilidade, que buscam opções mais saudáveis e ambientalmente responsáveis.

Quem imaginaria que o varejo estaria presente em tantos lugares, não é mesmo? Mas podemos ter mais ideias ainda, como a próxima seção irá mostrar.

5 ideias para negócios de varejo

Como sempre precisamos de um pouco de inspiração e referência para dar os primeiros passos, vamos ver algumas ideias para negócios de varejo e relembrar marcas que atuam em cada nicho comentado.

  1. Loja de produtos personalizados e artesanais: um exemplo de uma grande marca brasileira nesse segmento é a Elo7. Trata-se de uma plataforma online que reúne diversos artesãos e vendedores independentes que oferecem produtos personalizados e feitos à mão. Nessa loja, os clientes podem encontrar uma ampla variedade de itens exclusivos, desde roupas e acessórios até itens de decoração e presentes personalizados.
  2. Boutique de produtos de beleza e cuidados pessoais: a Natura é uma das marcas brasileiras mais conhecidas nesse segmento. A empresa é reconhecida por oferecer produtos de beleza naturais e sustentáveis, como cosméticos, produtos para cuidados da pele e cabelo, que valorizam ingredientes da biodiversidade brasileira.
  3. Loja de alimentos saudáveis e funcionais: Mundo Verde é uma grande rede de lojas especializadas em alimentos naturais e saudáveis no Brasil. A empresa oferece uma ampla variedade de produtos orgânicos, suplementos alimentares e opções para dietas especiais, atendendo à crescente demanda por produtos que promovam uma alimentação mais saudável e consciente.
  4. Loja de equipamentos e acessórios esportivos: a Centauro é uma das principais marcas brasileiras de artigos esportivos. Com lojas físicas em diversas cidades do Brasil e uma plataforma de comércio eletrônico, a Centauro oferece uma grande variedade de produtos esportivos, como roupas, calçados, equipamentos para diversas modalidades esportivas, além de acessórios e itens relacionados ao universo fitness.
  5. Loja de brinquedos educativos e jogos de tabuleiro: PBKids é uma das maiores redes de lojas de brinquedos do Brasil, que inclui uma variedade de brinquedos educativos, jogos de tabuleiro e produtos que estimulam o desenvolvimento infantil. Além dos brinquedos tradicionais, a PBKids oferece opções que incentivam a criatividade e a aprendizagem das crianças.

Agora que temos mais referências, vamos começar a delinear nossos primeiros passos no comércio varejista!

Como começar um negócio de varejo?

O início é sempre a parte mais complicada de qualquer processo, não é? Por isso, é vital saber em quais pontos prestar atenção para se desenvolver de modo robusto e sustentável. Sendo assim, vamos ver como começar um negócio de varejo!

Defina o público-alvo

Antes de iniciar qualquer empreendimento de varejo, é fundamental conhecer o público-alvo com precisão. Isso envolve entender suas necessidades, interesses, comportamentos de compra e preferências.

Realizar pesquisas de mercado, entrevistas com potenciais clientes e análise de concorrentes são estratégias úteis para obter insights valiosos sobre quem são seus consumidores em potencial. Ao ter um conhecimento profundo do público-alvo, é possível personalizar a oferta de produtos, serviços e a experiência de compra para atrair e fidelizar clientes.

Defina o local

A escolha do local para o negócio de varejo é uma decisão crítica que pode impactar diretamente o sucesso da empresa. É essencial analisar aspectos como visibilidade, fluxo de pessoas, acessibilidade, concorrência local e perfil socioeconômico da região. Optar por uma localização estratégica, próxima ao público-alvo e com boas condições de infraestrutura, aumenta as chances de atrair clientes e impulsionar as vendas.

Atenção com a documentação

Garantir que toda a documentação necessária esteja regularizada é necessário para evitar problemas legais e burocráticos. É importante obter o registro da empresa nos órgãos competentes, como a Junta Comercial, Receita Federal e prefeitura. Além disso, é preciso obter licenças e alvarás específicos para atividades comerciais, assegurando que o negócio esteja operando em conformidade com a legislação vigente.

Pense nos funcionários

Caso o negócio exija a contratação de funcionários, é parte do processo definir previamente o perfil das vagas, as atribuições dos cargos e as qualificações necessárias.

Realizar um processo seletivo adequado é fundamental para encontrar profissionais alinhados com a cultura da empresa e com habilidades que contribuam para o sucesso do negócio. Além disso, é fundamental cumprir com todas as obrigações trabalhistas, garantindo um ambiente de trabalho saudável e em conformidade com a legislação trabalhista.

Faça um planejamento tributário

Um planejamento tributário bem elaborado pode gerar economia de recursos para o negócio. Analisar as diferentes opções de regime tributário, como Simples Nacional, Lucro Presumido ou Lucro Real, permitirá escolher a opção mais adequada para a empresa. Além disso, é necessário acompanhar de perto a legislação tributária, evitando erros e atrasos no pagamento de impostos e contribuições.

Invista em divulgação

A divulgação eficiente é um ponto-chave para atrair clientes e aumentar o fluxo de vendas. Investir em estratégias de marketing adequadas ao público-alvo, como publicidade em mídias sociais, anúncios online, campanhas de e-mail marketing e parcerias com influenciadores, pode trazer resultados significativos para o negócio.

Além disso, desenvolver uma identidade visual forte e uma marca reconhecível contribui para a construção de uma reputação positiva no mercado.

Faça um bom planejamento financeiro

Um planejamento financeiro detalhado permite estimar os custos iniciais e operacionais do negócio, assim como as projeções de receitas e despesas futuras.

Isso levará você a ter uma visão clara da viabilidade do negócio, além de possibilitar o acompanhamento e controle das finanças ao longo do tempo. O planejamento financeiro é um guia fundamental para tomar decisões estratégicas e ajustar o rumo do negócio, se necessário.

Contrate um bom serviço de contabilidade

Contar com um serviço de contabilidade qualificado é o que mantém a saúde financeira e fiscal da empresa. Profissionais contábeis competentes auxiliam na elaboração de relatórios financeiros, no cumprimento das obrigações fiscais e trabalhistas, assim como na otimização de impostos. Essa parceria é fundamental para evitar problemas com a Receita Federal e garantir que a empresa esteja em conformidade com a legislação.

Atenção aos impostos e obrigações acessórias

Mantenha-se atualizado sobre as obrigações fiscais para evitar multas e penalidades. Além dos impostos diretos, é necessário estar atento às obrigações acessórias, como as declarações fiscais e previdenciárias exigidas pelos órgãos governamentais. Manter uma gestão contábil eficiente também permite aproveitar benefícios fiscais legítimos, reduzindo a carga tributária do negócio.

Descobrimos os pontos vitais para começar um negócio de varejo. Agora, precisamos aprender a promovê-lo, certo? Vem conferir as dicas e exemplos incríveis que separamos!

Como promover um comércio varejista?

Para promover o seu comércio varejista, você pode contar com serviços adequados, dicas valiosas e observar exemplos de sucesso. É o que vamos fazer nesta seção, então não perca.

Elabore estratégias de e-mail marketing

O e-mail pode ser uma ferramenta poderosa para se comunicar com os clientes de forma mais pessoal. Crie uma lista de contatos de pessoas que optaram por receber suas mensagens e envie e-mails com conteúdos relevantes, promoções exclusivas, novidades da loja e dicas interessantes.

O e-mail marketing bem feito pode ajudar a manter o seu comércio de varejo na mente dos clientes e incentivá-los a retornar sempre que precisarem de algo que você oferece. Por isso, não deixe de conhecer o serviço de e-mail marketing da SendPulse!

Com ele, você pode criar campanhas profissionais e cativantes em minutos. O editor intuitivo de arrastar e soltar permite que você elabore e-mails sem conhecimento de programação, de modo prático e agradável. E há oferta de plano gratuito com capacidade de envio de até 15.000 e-mails por mês para até 500 assinantes. Confira, abaixo, o processo de criação de um e-mail na plataforma!

Seja presente nas redes sociais

As redes sociais são o playground digital onde a maioria das pessoas passa grande parte do seu tempo. Então, não perca a oportunidade de estar presente e ativo por lá!

Mantenha seus perfis atualizados com conteúdo de qualidade, responda às perguntas e comentários dos seguidores e interaja de forma autêntica. Essa presença constante ajuda a construir uma relação de confiança com os clientes e pode transformá-los em verdadeiros fãs da sua marca.

Para isso, você pode contar com os nossos chatbots automatizados. Eles permitem que você ofereça suporte de qualidade 24 horas por dia, 7 dias por semana, no WhatsApp, Instagram, Facebook e Telegram.

Também é possível integrar os chatbots da SendPulse ao ChatGPT, para que a inteligência artificial deixe o seu atendimento ainda mais completo, inteligente e útil. Dessa forma, você mostrará aos clientes o quanto se importa com eles e deixará sua equipe de atendimento livre para atuar em questões urgentes. E, no plano gratuito, você tem direito a 3 bots para conversar com até 500 assinantes!

Abaixo, você pode ver o processo de criação de um bot na nossa plataforma:

Faça publicidade local

Não subestime o poder da publicidade local! Invista em materiais impressos, como panfletos e cartazes, e anúncios em veículos de comunicação locais, como jornais e rádios.

Essas ações são ótimas para atingir o público da sua região, especialmente aqueles que ainda não conhecem o seu comércio. A proximidade geográfica com o público torna mais provável que eles se interessem e visitem o seu estabelecimento.

A varejista Casas Bahia nos mostra, a seguir, como aproveitar o espaço urbano para chegar ao público. Com isso, a marca garante que estará na mente de clientes em potencial quando eles pensarem em comprar móveis, TVs e etc., já que ela está presente no dia a dia deles.

Firme parcerias e colaborações

Juntar forças com outras empresas ou influencers pode trazer benefícios mútuos. Procure por parceiros que tenham afinidade com o seu nicho de mercado e com quem você possa criar ações colaborativas.

Essas parcerias podem envolver desde campanhas conjuntas até eventos compartilhados. Ao se associar a marcas ou pessoas que já têm uma base de seguidores estabelecida, você alcança novos públicos e aumenta a sua visibilidade.

Foi isso que o Habib’s fez ao se associar ao podcast PodPah e seus apresentadores. Com isso, a rede de varejo alimentício expandiu seu público e fidelizou clientes, embarcando na alta taxa de fidelidade da audiência do PodPah.

Crie programas de fidelidade

Conquistar a lealdade dos clientes é essencial para o sucesso do seu comércio. E uma maneira poderosa de fazer isso é por meio de programas de fidelidade. Ofereça vantagens exclusivas, descontos especiais, brindes ou até mesmo um sistema de pontos para que os clientes fiéis se sintam valorizados e motivados a voltar sempre.

Além de aumentar a frequência das compras, os clientes satisfeitos tendem a indicar o seu comércio para amigos e familiares, ampliando ainda mais a base de consumidores.

A rede de varejo farmacêutico Droga Raia, por exemplo, oferece um programa de fidelidade que funciona por acúmulo de pontos. Assim, a empresa encoraja novas compras tanto de seus produtos quanto dos produtos de seus parceiros.

Táticas de marketing sazonal

As táticas de marketing sazonal são estratégias inteligentes para alavancar o seu comércio varejista em diferentes momentos do ano. Aproveitar as estações do ano, feriados e datas comemorativas para criar campanhas e ações específicas pode ser extremamente eficaz para atrair a atenção dos clientes, gerar interesse e aumentar as vendas.

Podemos aprender a utilizar o marketing sazonal com a gigante do varejo Polishop. A seguir, vemos como a empresa soube aproveitar o período natalino para chamar a atenção do público e encorajar a compra. Utilizando a estética do Natal, a Polishop criou um anúncio atraente que ressalta a importância de presentear nessa época.

Parabéns, agora você conhece o universo do comércio varejista muito mais a fundo! Vimos, aqui, qual é a importância do varejo, seus principais tipos e como começar o seu negócio.

Também descobrimos como promover um comércio varejista com a SendPulse para alcançar o sucesso. Venha conhecer tudo o que os serviços de e-mail marketing, chatbots automatizados e muitos outros podem fazer pelo seu negócio!

Rate this article about "Comércio varejista"

User Rating: 4 / 5

Novo

Teste o SendPulse hoje gratuitamente

Se você tiver interesse em "Comércio Varejista: Guia", talvez você também se interesse pelo nosso serviço de envio de e-mails em massa.