O marketing de varejo é um conjunto de ações que uma loja de varejo realiza para vender efetivamente produtos de outras marcas. Essas atividades incluem a compra de produtos de outros negócios dentro de uma área específica, promovê-los, e estabelecer relacionamentos com o público.

Lojas de varejo podem estar no offline, como o Walmart, ou online, como a Amazon. Esses dois varejistas são os agentes mais bem sucedidos no jogo de varejo. De acordo com a Statista, o Walmart conquistou US$ 331 bilhões em 2019.

Para ser bem sucedido no varejo, você precisa vender produtos de qualidade com preços competitivos, criar embalagens apelativas e ergonômicas, e executar campanhas de promoção de vendas que provoquem o engajamento para se comunicar melhor com seus clientes.
Vamos descobrir porque o marketing de varejo é importante.

3 Razões para a importância do marketing de varejo

  • Varejistas ajudam pequenos produtores
  • Varejistas reúnem os dados em que os produtores se baseiam
  • Varejistas podem fazer um ecossistema com produtores

Confira os três principais motivos que tornam a indústria varejista um parte integral da economia atual:

  1. Varejistas ajudam pequenos produtores. Lojas de varejo bem sucedidas podem ajudar pequenos negócios familiares por meio da promoção dos seus produtos diretamente para os clientes. Isso é ótimo para as duas partes já que os pequenos negócios não podem custear campanhas de publicidade massiva, e apenas algumas pessoas sabem sobre sua marca. Em troca, o varejista tem produtos mais únicos para oferecer seus clientes.
  2. Varejistas reúnem os dados em que os produtores se baseiam. Lojas de varejo coletam dados de comportamento do usuário, enquanto os produtores não têm acesso direto à essas informações. Se ambas as partes cooperarem, produtores podem produzir produtos melhores baseados no feedback de clientes, enquanto varejistas podem aumentar as vendas.
  3. Varejistas podem fazer um ecossistema com produtores. Marcas de varejo variam, baseadas no que elas vendem, assim como os produtores. O produtor precisa vender produtos na plataforma correta. Se você produz bicicletas, é melhor lidar com lojas de bicicleta varejistas bem conhecidas, porque elas podem impulsionar sua produção e vendas. Sem mencionar que um varejista reconhecido pode ajudar sua marca a passar a concorrência que não trabalha com eles para trás.

Vamos aprender sobre os tipos de marketing de varejo.

6 Tipos de Marketing de varejo e Exemplos

  1. Lojas de departamento como a Target e o Walmart
  2. Franquias como o Starbucks e a Wendy’s
  3. Supermercados como o Aldi e o Whole Foods Market
  4. Shoppings centers como o Tysons e o Aventura Mall
  5. Lojas de varejo online com a Amazon e o eBay
  6. Lojas de desconto como a Dollar Tree

Existem seis tipos de marketing de varejo que incluem plataformas online e offline:

  1. Lojas de departamento como a Target e o Walmart. Essas são grandes lojas de varejo que vendem diferentes grupos de produto, incluindo comida, roupas, eletrônicos, etc. em único lugar, mas em áreas separadas e categorizadas.
  2. Franquias como o Starbucks e a Wendy’s. Franquias permitem que varejistas locais abram lojas com nome de marca, identidade, processos de produto, etc já estabelecidos. Isso permite que as franquias ganhem alta exposição enquanto os donos da loja vão certamente fazer dinheiro graças a marca consolidada da franquia.
  3. Supermercados como o Aldi e o Whole Foods Market. Essas lojas focam em comida mas elas também vendem uma variedade de outros produtos para casa com opções mais restritas em comparação as lojas de departamento.
  4. Shoppings centers como o Tysons e o Aventura Mall. Essas são grandes construções que têm diversas lojas de varejo dentro. Eles são populares porque as pessoas podem encontrar tudo que precisam em um só lugar. Shoppings são projetados para tornar as compras extremamente confortáveis, manter as pessoas ali pelo maior tempo possível para que elas possam comprar mais. É por isso que, dentro de um shopping, as pessoas podem comprar comida, assistir filmes, jogar jogos de realidade virtual, e fazer todos os tipos de coisas para entretenimento.
  5. Lojas de varejo online como a Amazon e o eBay. Esses tipos de lojas ficam localizadas na internet, para que as pessoas possam comprar das suas casas utilizando um computador ou smartphone.
  6. Lojas de desconto como a Dollar Tree. Estas lojas foram projetadas para pessoas com baixa renda para que eles possam comprar todos os produtos necessários. Embora a qualidade dos produtos nas lojas de desconto frequentemente explique porque eles são tão baratos.

Vamos descobrir quatro princípios básicos que são relevantes para qualquer negócio de varejo.

4 Princípios do Marketing de Varejo

  1. Produto
  2. Preço
  3. Praça
  4. Promoção

Esses princípios são frequentemente chamados de os “4 Ps do marketing de varejo”: produto, preço, praça e promoção. Vamos observar cada um detalhadamente.

Produto

Em suma, varejistas compram produtos em massa de produtores, para que eles não precisem abrir uma loja e vender diretamente para clientes. O produto é o fator primário no processo de varejo, então você precisa construir sua estratégia com o foco no produto.

Aqui estão quatro coisas que você precisa prestar atenção considerando o princípio de produto:

  • Tipos. Deve estar claro quais tipos de produtos você vende, então é melhor trabalhar com tipos específicos de produtos, como smartphones e acessórios relacionados.
  • Funcionalidades. Se você é um varejista de smartphones, você pode focar em destacar os modelos ou vender celulares a um preço baixo e acessível. Isso depende do seu orçamento e das demandas do seu público-alvo.
  • Variedade. A escolha de produtos pode variar de um nicho a uma vasta gama de opções. Isso depende dos mesmos fatores: seu orçamento e seu público. Você pode vender smartphones de uma marca exclusivamente, ou oferecer gadgets de diferentes marcas. Isso depende do tamanho da sua loja, sua localização (online ou offline), e quanto dinheiro você pode investir na compra, promoção e venda de produtos.
  • Embalagem. Esse fator influencia a experiência de compra. Certifique-se que a sua embalagem faz sentido com o design das suas campanhas de marketing e sua marca. É ótimo se você tornar sua embalagem ergonômica e sustentável.

Preço

O preço pode tanto atrair clientes para sua loja de varejo, quanto repeli-los. Calcule com cuidado seu preço e mantenha esses fatores para compor o preço em mente:

  • Condições de mercado. Você precisa analisar o mercado que cerca alguns produtos em particular, assim como os preços da sua concorrência para encontrar o equilíbrio ideal, e descobrir se vender esses produtos específicos vale a pena.
  • Despesas gerais. Não importa o que você vende, você precisa ganhar dinheiro com seu negócio. Se você quer vender produtos a um preço mais baixo do que o seu concorrente, certifique-se de que essa estratégia traz receita para você, apesar das suas despesas gerais.
  • Posicionamento de produto. Você precisar estabelecer o preço do seu produto baseado na sua qualidade. Se você vender um produto 100% feito à mão, com uma quantidade limitada, ele deve custar mais do que produtos análogos que são produzidos em massa. Quando você colocar esse produto à venda, destaque todos os seus benefícios.

Praça

Pense em onde você vai vender: online ou offline. Vamos rapidamente comparar essas duas opções.

  • Offline. Executar uma loja de vendas físicas requer dinheiro para alugar e manter o local. Por outro lado, o que é excelente sobre uma loja de varejo física é que ela permite que você se conecte com o público local, cara a cara.
  • Online. É mais barato vender produtos online, mas isso não significa que é mais fácil. Você precisa colocar muito esforço para tornar seu site agradável de se usar. Além disso, você precisa se certificar que a sua marca está visível online, então você terá que investir em SEO (otimização dos mecanismos de buscas), publicidade online, e marketing de conteúdo para atrair novos leads.

Algumas vezes, é melhor combinar o varejo online e o offline. Se você comandar uma loja física, você pode atrair pessoas para ela com diversas ferramentas de marketing digital. E vice-versa, você pode fazer publicidade offline para encorajar usuários a visitarem seu site.

Promoção

É difícil fazer com que seu público-alvo conheça sua loja e seus produtos. Aqui estão mais três fatores que permitem seu sucesso como varejista:

  • Publicidade. Você precisa construir uma estratégia de publicidade efetiva baseada na sua localização, orçamento, e necessidades do seu público-alvo. Se o seu público-alvo é jovem, usar os anúncios de Instagram para stories é uma ótima ideia. Por outro lado, públicos mais velhos são mais propensos a engajar com anúncios no Facebook. Você também pode anunciar efetivamente offline de diversas formas, incluindo demonstrações ao vivo, anúncios impressos, correio, etc. para impulsionar o boca a boca sobre sua loja.
  • Relações públicas. RP é a chave para causar uma boa impressão da sua marca. Programas de lealdade, participação em eventos locais, patrocínios, e ações de caridade são algumas maneiras de construir uma imagem de uma marca que realiza um papel ativo na vida da comunidade.
  • Promoção de vendas. Essa é uma boa ferramenta para direcionar tráfego para seu site ou sua loja física. Promoções de venda incentivam pessoas a fazerem uma compra oferecendo descontos, brindes, e programas de vendas. Esses métodos são comumente usados para aumentar vendas e ganhar mais controle sob o processo de venda no geral.

Boas promoções combinam todos esses fatores. Vamos seguir em frente e falar sobre uma estratégia básica e universal para lojas de varejo.

Estratégia de Marketing de Varejo

  1. Utilize o e-mail marketing
  2. Faça campanhas de Shopping com o Google Ads
  3. Utilize a publicidade nas redes sociais
  4. Envie campanhas de SMS
  5. Utilize notificações push

Aqui estão algumas dicas práticas que vão ajudar sua loja de varejo prosperar.

Utilize o e-mail marketing

O e- mail marketing permite que você crie campanhas inteligentes para encorajar as pessoas a aprenderem mais sobre sua marca e, eventualmente, comprarem da sua loja. Além da nutrição de leads, os e-mails ajudam os negócios a manterem o público atualizado, engajado, e entretido. Enviando campanhas de e-mail frequentes, você pode construir relacionamentos fiéis com usuários e tornar usuários que comprariam uma só vez em advogados da marca.

O SendPulse permite que você envie todos os tipos de e-mail, incluindo e-mails de confirmação de inscrição, nutrição de leads, confirmação de pedido, e muito mais, para oferecer suporte para seus clientes em cada etapa da sua jornada de compra.

Não são necessários muito tempo ou habilidades para criar um fluxo automatizado de e-mails com o SendPulse. Aqui estão cinco passos que você precisar realizar:

  1. Registre-se com o SendPulse;
  2. Crie um evento que acione o envio de um e-mail;
  3. Crie templates de e-mail (você pode fazer isso de três formas diferentes com o SendPulse gratuitamente);
  4. Combine esses e-mails em sequência;
  5. Inicie sua automatização;

Como um resultado, você terá uma série de e-mails que o SendPulse vai enviar uma vez que o evento for acionado (registro, inscrição, compra, etc). Vai se parecer com essa sequência de e-mail de abandono de carrinho abaixo.

Aqui está um guia detalhado de como criar e enviar e-mails automáticos com o SendPulse.

Faça campanhas de Shopping com o Google Ads

Esse tipo de anúncio tem como alvo usuários que estão procurando por produtos específicos. Já que eles estão no estágio de decisão e quase prontos para comprar, é melhor que você posicione sua loja no bloco de “shopping”, acima de outros anúncios e resultados orgânicos na página de resultados do mecanismo de busca.

Confira um print dos resultados para o termo buscado “Nike Jordans”. No anúncio de Shopping, você pode ver a imagem do produto, o nome do item, preço, o nome da loja, e a proposta de valor - um incentivo adicional para clicar no anúncio.

Google Shopping campaign example

O preço para esse tipo de anúncio depende principalmente da concorrência para termos específicos buscados. Você pode fazer um lance baseado no custo por clique ou custo por mil impressões.

Saiba mais sobre esse tipo de anúncio aqui.

Utilize a publicidade nas redes sociais

A publicidade no Facebook permite que você segmente seus anúncios de uma forma muito específica, baseada na idade, comportamento e interesses do usuário, assim como utilizar sua localização específica. Graças ao baixo custo e uma gama de opções de segmentação, anunciar no Facebook pode ajudar sua loja de varejo a alcançar metas diferentes.

Primeiro de tudo, você pode aumentar seu reconhecimento de marca deixando as pessoas saberem sobre sua página no Facebook. Segundo, você pode encorajar as pessoas a visitarem seu site ou loja. E por último, o que é crucial para desenvolver um negócio em escala local, você pode atrair novos leads para sua marca baseado na localização.

Aqui estão 6 passos para você criar um anúncio no Facebook (spoiler: é simples).

  1. Navegue para seu Gerenciador de Anúncios.
  2. Escolha um objetivo.
  3. Crie um anúncio
  4. Defina seu público
  5. Defina a duração da campanha e o orçamento.
  6. Escolha seu meio de pagamento.

Você pode aprender mais sobre a publicidade no Facebook aqui. Usando ferramentas parecidas, você pode criar anúncios no Instagram, tanto no Feed de Notícias quando nos Stories.

Envie campanhas de SMS

Essa ótima ferramenta vai ajudar seu negócio alcançar um público local. Você pode convidar clientes para sua loja oferecendo ofertas atrativas de tempo limitado. Devido a natureza emocional da experiência de comprar, uma parte da sua audiência tem predisposição a ser fisgada e comprar produtos na sua loja de varejo.

O SendPulse permite que você envie promoções e mensagens transacionais por um preço acessível para adicionar mais canais de comunicação com o seu público e para que eles façam suas compras com a sua marca de forma leve e conveniente.

Aqui está um SMS que promove novas ofertas em uma loja local para fãs de um clube de futebol. Ele atrai pessoas com a ajuda de um loteria e tem como objetivo aumentar as vendas.

SMS marketing example

Utilize as notificações push

Uma notificação push é uma mensagem curta que aparece no computador ou no celular do usuário para mantê-los informados sobre novos produtos e eventos na sua loja. Por um preço baixo, você pode notificar milhares de usuários sobre vendas e descontos na sua loja de varejo. Confira abaixo notificações push na web.

Web push notification

O SendPulse também permite que você crie essas notificações push na web de uma forma rápida. Siga esses quatro passos:

  1. Registre-se com o SendPulse;
  2. Conecte seu site com o SendPulse;
  3. Colete inscritos para enviar as notificações;
  4. Crie sua mensagem e a envie.

Aqui está um guia mais detalhado sobre como criar notificações push para web.

Parabéns, você aprendeu o básico do marketing de varejo, agora você está pronto para construir sua própria estratégia!

Pesquisado também com
Rate this article about "Marketing de varejo"

User Rating: 5 / 5 (1)

Teste o SendPulse hoje gratuitamente

Se você tiver interesse em "O que é marketing de varejo: guia", talvez você também se interesse pelo nosso serviço de envio de e-mails em massa.