Um chatbot é um aplicativo de inteligência artificial (IA) que consegue imitar uma conversa real com um usuário em linguagem natural. Os chatbots permitem a conversação por meio de métodos textuais ou auditivos em sites, aplicativos de mensagens, aplicativos móveis ou telefone.

Os chatbots usam o aprendizado de uma máquina para identificar padrões de comunicação. Com a interação contínua com os seres humanos, eles aprendem a imitar as conversas da vida real e a reagir a solicitações faladas ou escritas, por sua vez, oferecendo um serviço específico. Como os chatbots usam IA, eles entendem a linguagem, não apenas os comandos. Assim, eles se tornam mais inteligentes, pois têm mais conversas com os usuários. Vale a pena notar que, além dos chatbots baseados em IA, há aqueles baseados em scripts de múltipla escolha, em essência, a opção Y leva ao caminho B e assim por diante.

Aprenda como adicionar um chatbot no seu Facebook Messenger utilizando SendPulse!

Por que os chatbots são importantes para os negócios

Vamos destacar algumas das vantagens que os chatbots oferecem às empresas através de resultados do relatório State of Chatbots de 2018.

  • Ajuda as empresas a fornecer serviço 24 horas. 64% dos entrevistados desta pesquisa relataram que o serviço 24 horas é uma das vantagens de usar os chatbots. Com os bots, as empresas podem garantir que sempre respondam às perguntas dos clientes, independentemente do tempo, aumentando assim a experiência do cliente - um fator essencial para o sucesso nos negócios.
  • Permite que as marcas alcancem mais clientes. Através este relatório, 69% dos usuários preferem bots a aplicativos ao interagir com as empresas. Portanto, faz sentido econômico usar esse canal se uma marca passar informações sobre seus produtos e serviços para um grupo demográfico mais amplo.

Benefícios de um chatbot

Abaixo estão mais benefícios de usar os chatbots nos negócios:

  • Melhor engajamento do cliente. Os chatbots têm destaque no engajamento de clientes atuais e futuros, levando a mais vendas. Embora uma marca possa tender a ultrapassar o atendimento tradicional ao fornecer mais informações do que o necessário, os chatbots fornecem apenas informações baseadas nas informações fornecidas pelos usuários em cada momento. Eles não acabam incomodando os usuários com informações irrelevantes. Em vez disso, eles mantêm os clientes engajados por mais tempo compartilhando o fluxo de conteúdo necessário.
  • Poupança de custos. Os donos de empresas têm que pagar seus funcionários no final de tudo. Esses gastos continuam aumentando à medida que o negócio cresce e podem, em breve, atingir níveis nem um pouco econômicos. Chatbots são um investimento único que ajuda empresas a reduzir as despesas de pessoal. As marcas podem integrar facilmente os chatbots de atendimento ao cliente para atender às preocupações simples de clientes em potencial e transmitir os problemas complexos aos agentes de atendimento.
  • Acompanhamento para obtenção de insights e dados do consumidor. Os chatbots coletam feedback útil dos clientes, e essas informações podem ajudar muito as marcas a melhorar seus serviços. Além disso, esse feedback pode levar as marcas a otimizar seus sites, fazendo alterações em páginas de baixa conversão.
  • Criação, qualificação e nutrição de leads. Os chatbots recebem informações do consumidor que lhes permitem enviar mensagens personalizadas aos clientes em vários estágios do funil de vendas. Os bots podem fazer perguntas relevantes, persuadir um cliente em potencial e, por sua vez, gerar um lead para uma marca. Além disso, os bots podem ajudar as empresas a descobrir leads não qualificados por meio de indicadores-chave de desempenho (cronograma, relevância, recursos, orçamento, etc.); assim, impedir que as empresas lidem com leads demorados.
  • Fácil operação em mercados globais. Os chatbots ajudam as empresas a oferecer excelente serviço ao cliente em vários idiomas durante todo o ano. Por sua vez, as marcas podem ampliar suas operações em novos mercados.

Como funciona um chatbot

Os chatbots usam principalmente inteligência artificial para conversar com as pessoas e dar sugestões ou oferecer conteúdo relevante. Eles podem funcionar com base em um conjunto de instruções ou usar aprendizado de máquina. Um chatbot que funciona baseado em regras é geralmente bastante limitado. Isto é, foi projetado para responder a comandos fixos. Então, se uma pessoa perguntar a coisa errada, ele não entenderá o que a pergunta significa e, portanto, não fornecerá uma resposta apropriada.

Além disso, o quão inteligente será o bot depende apenas de como ele é programado.

Por outro lado, um chatbot que usa aprendizado de máquina funciona melhor, pois tem um cérebro artificial. Então, o bot entende não apenas comandos, mas também a linguagem. O usuário, portanto, não precisa usar palavras precisas para obter respostas precisas ou úteis. Além disso, o bot aprende com as interações que tem com os usuários e pode lidar com situações semelhantes quando elas surgem depois. Essencialmente ele se torna mais inteligente, pois fala com mais pessoas.

Além do chatbot baseado em IA, há mais um que se mostra útil para os profissionais de marketing. Esse tipo de chatbot é mais simples e, qualquer entusiasta de marketing, mesmo um iniciante, pode trabalhar com ele. Ele lida com o envio de mensagens em grupo. As marcas usam isso para capacitar suas estratégias de email marketing e web push. As campanhas do Facebook permitem aumentar o alcance, impulsionar as vendas e melhorar o suporte ao cliente. Tudo isso tornou possível no SendPulse sem as habilidades de codificação necessárias. Fique ligado para começar o seu marketing de mensagens.

Como criar um chatbot do Facebook no SendPulse

O Facebook Messenger, sendo o segundo aplicativo de mensagens mais usado no mundo e o primeiro na América, é o melhor lugar para montar um bot. No SendPulse, as empresas podem criar chatbots do Facebook Messenger para enviar conteúdo de marketing personalizado aos destinatários e ter conversas com seus assinantes. Faça o marketing de mensagens no SendPulse com esses passos:

Etapa 1: Crie uma conta no SendPulse e vá para a guia "Messengers"

Se ainda não estiver no SendPulse, inscreva-se. Se você já está logado, clique em “Facebook chatbot” em produtos. Encontre a aba “Messengers” no topo da página e clique nela.

Etapa 2: Conecte seu perfil do Facebook ao SendPulse

Entre no Facebook para conectar o perfil comercial com o SendPulse. Uma vez dentro, todas as páginas associadas ao perfil serão enviadas automaticamente. Escolha a página para criar um bot e clique em "Começar".

Etapa 3: Envie uma mensagem para um novo assinante

Os usuários do SendPulse podem testar o bot se inscrevendo nele antes de lançá-lo para clientes reais.

Quando um cliente se inscreve através de um widget, o chatbot envia automaticamente a primeira mensagem. Lance a estratégia de marketing do messenger com o SendPulse e envie a campanha do Facebook para qualquer lugar mais rápido!

Exemplos de Chatbot

Warren é um ótimo exemplo de chatbot, da empresa Warren Investimentos.

Segue um exemplo de como o Score usa um chatbot para fornecer aos fãs atualizações sobre seus times favoritos.

O Chatbot da empresa ShopFácil no Facebook atende de maneira rápida, mas humana:

Boas Práticas do Chatbot

Aqui estão as melhores práticas para construir, testar e usar um chatbot:

  • Dê ao chatbot uma personalidade. Como as pessoas percebem o bot afetará como eles conversam com ele. Coisas simples como dar um rosto e um nome podem ajudar muito a melhorar a experiência do usuário.
  • Dê aos usuários tempo de leitura entre as mensagens. Sem nenhum ou pouco tempo de espera torna a experiência da conversa frustrante para o usuário. Portanto, defina os tempos de espera dependendo do tamanho da mensagem e aumente um pouco mais os tempos de espera com cada mensagem adicional.
  • Saiba quando usar botões ou respostas rápidas. Respostas rápidas são escritas quando o usuário responde para facilitar o fluxo de conversação e geralmente desaparecem após o uso. Botões, por outro lado, são escritos quando o chatbot está falando e são usados para navegar. Eles não desaparecem após o uso.
  • Use respostas rápidas e discretas para dizer não. Tenha respostas rápidas e negativas educadas que as pessoas possam entender sem se sentirem mal com isso.
  • Dê ao usuário uma maneira de voltar a se envolver com o bot no final das conversas. Crie uma resposta que permita aos usuários ativar o bot posteriormente.
Rate this article about "Chatbot"

User Rating: 0 / 5 (0)

Teste o SendPulse hoje gratuitamente

Se você tiver interesse em "Chatbot" , talvez você também se interesse pelo nosso serviço de envio de emails em massa.