Marketing digital para jornalistas: Por onde começar?

internet marketingmarketing digital para jornalistas

Na Era da Transformação Digital, o mercado também apresenta mudanças e oportunidades. Dentre as novas perspectivas, o marketing digital para jornalistas. O profissional focado nas redações de jornais ou assessorias de imprensa ganha um novo caminho. As habilidades inerentes da profissão têm grande valor para o marketing. Quer saber como? Acompanhe!

marketing digital

Não é natural pensar em jornalista trabalhar com marketing. Principalmente, se você é “das antigas”, em que jornalismo, relações públicas e publicidade mantinham uma rivalidade. Era importante delimitar a área de cada um para exercer suas funções.

No entanto, o conceito do mercado está mudando. Hoje, para todas essas áreas são considerados profissionais de comunicação. Eu sei que ainda pode soar estranho. Jornalista trabalhando com marketing?

Diante do mercado atual, com alto índice de demissões, salários estagnados ou defasados e falta de colocação na carreira. O marketing digital para jornalistas é um caminho promissor, principalmente quando o foco é marketing de conteúdo.

Entenda, você não estará se vendendo para uma organização. Você usará o poder das palavras para levar informação. Uma vez que o Google é considerado um dos maiores buscadores de conteúdo. Ajudar a disseminar um conteúdo verídico e de qualidade é papel de um jornalista.

Explicando o Marketing Digital para jornalistas

Fazendo uma pincelada rápida apenas para contextualizar, o marketing digital são ações e investimentos das empresas em canais digitais. Somos cercados diariamente por produções ou impulsionamentos de marketing. Formas de atrair a atenção das pessoas para determinado produto ou marca.

A publicidade e o marketing estão muito além das propagandas na TV, revista ou no rodapé de um site. A presença digital está em divulgação de eventos, publicações, artigos em blogs, e-book, anúncios no Google, dentre outras. Mas como o jornalista pode se encaixar nesse mercado?

Há um campo chamado de Marketing de Conteúdo. Trata-se da disponibilização de artigos e conteúdos de forma gratuita. Com a finalidade de atrair determinado público-alvo para a marca e realizar um processo, que pode chegar a venda.

O conteúdo produzido deve ser extremamente relevante, com qualidade, objetivo e verídico. E quem faz melhor esse trabalho se não um jornalista? Os materiais são oferecidos ao público de diversas formas, de acordo com o funil de vendas:

  • Artigos em blog;
  • Comunicação em redes sociais;
  • E-book;
  • E-mail marketing;
  • Landing Pages.

E para quem gosta de dados. Pesquisas do SEO Trends indicam que no Brasil, mais de 83% das empresas usam o marketing de conteúdo nas estratégias. Portas abertas para essa nova oportunidade na carreira.

marketing para jornalistas

Mas por que trabalhar com Marketing Digital?

Você ainda pode estar se questionando o motivo de largar mão da redação para se aventurar nesse novo contexto. Bom, antes de tudo, você não precisa pedir demissão amanhã. Essa pode ser uma chance de complementar a sua renda fixa. Mas se está desempregado, pode ser uma grande chance de mudar as perspectivas.

O campo do conteúdo está em grande expansão. E você necessariamente não precisa trabalhar com vendas. São diversas as vertentes que você pode se adaptar com:

  • Conteúdo de redes sociais;
  • Redação publicitária;
  • Promoções;
  • Cursos;
  • Traduções;
  • Ghostwriting;
  • Blogs institucionais.

E essa nova proposta de mercado deve ser bem avaliada. Isso porque as empresas e agências já estão mudando sua linha de pensamento. Os clientes não querem apenas uma boa assessoria de imprensa. Mas querem ser referência nas redes sociais, primeira página do Google, gerar leads e aumentar o lucro. Desejam o qualitativo, mas buscas também o quantitativo.

Se quiser um bom posicionamento na área de comunicação, é bom pensar na proposta. Pois o jornalista é muito valorizado, principalmente por suas habilidades. Pois tem competência em sintetizar, chamar, prender a atenção e sustentar a informação. 

Até mesmo no marketing, o famoso lead é bem visto. Há linhas de estudo que admitem que as famosas perguntas (O quê? Quando? Como? Onde? Por que? Quem?) são importantes no marketing. O periódico Harvard Business Review publicou que se respondidas elas dão todo o embasamento para esclarecer dúvidas de consumidores.

O que o Marketing Digital para jornalistas proporciona?

Além do novo contexto e da chance de se colocar melhor na área, ainda há duas vantagens que merecem destaque. Trabalhar com marketing digital muitas vezes é ser freelancer. Seja para complementar o salário ou como único trabalho em agências.

Remuneração

E como fica a remuneração nesses casos? Você não vai encontrar o pote de ouro atrás do arco-íris, mas pode colocar o valor exato de seu trabalho. Isso porque o marketing de conteúdo é pago por palavras digitadas. Ou seja, você consegue calcular exatamente o valor da palavra.

A medida que desenvolver os textos, irá se adaptar ao estilo determinado para essa área de atuação. Garantirá boas oportunidades e agregará uma nova renda.

Rotina

Um dos pontos de relevância é a flexibilidade na rotina. Muitos comunicadores têm optado por desenvolver trabalhos freelancer. Justamente por conseguirem maior liberdade e independência para articular com o mercado.

Trabalhando como freelancer, você pode produzir de sua própria casa, sem o compromisso de horário. Evitará o deslocamento caótico pela cidade e economizará com transporte. Além de ter total autonomia em sua agenda.

À medida que for se adaptando a esse novo conceito, poderá trabalhar com alguns clientes, produzindo qualquer tema. Ou se especializar em um único e escrever para sites e blogs diversos.

marketing digital para jornalistas

Principais Desafios

Um dos grandes desafios que bate à porta de um novo freelancer é a insegurança. Ser autônomo pode gerar um certo desconforto no início. O processo deve ser bem planejado, pois não é simples abrir mão de certos direitos trabalhistas.

Apesar da possibilidade de flexibilidade e independência. As férias remuneradas e o décimo-terceiro não estarão mais na conta sendo autônomo. Por isso é preciso um respaldo e um bom trabalho com a contabilidade.

Muitos freelancers começam a prestação de serviço como MEI (microempreendedor individual). Ideal para evitar a informalidade, gastar pouco em tributos e garantir a emissão de notas fiscais.

O microempreendedor individual é isento de Imposto de Renda como Pessoa Jurídica. É necessário apenas pagar uma taxa mensal. Vale marcar uma conversa com um contador e no SEBRAE.  

Como realizar um bom trabalho?

O marketing de conteúdo tem a grande missão de atrair a atenção e manter o leitor até o final. Diante da infinidade de possibilidades na internet, um texto de qualidade e boas técnicas é o ideal.

Com isso alguns pontos devem ser importantes para que o leitor queira ir para o próximo parágrafo:

  • Esqueça a impessoalidade, aqui é um diálogo com o leitor;
  • Abuse nas técnicas de SEO: principalmente sobre as palavra-chave;
  • Não tenha receio de chamar o seu leitor de “você”;
  • Nada de termos rebuscados ou palavras difíceis. É uma conversa entre amigos;
  • Mantenha as frases diretas e curtas;
  • Tenha autoridade no assunto, use fontes (mas isso é lei para jornalista);
  • Segmente os textos, use subtítulos e listas;
  • Evite erros gramaticais e de ortografia;
  • Crie credibilidade, produza apenas conteúdos verídicos.

Áreas de Atuação

Não é apenas com artigos de blogs e sites que se refere o marketing digital para jornalistas. Outros campos de atuação procuram muito essa especialidade, como:

  • Gestão de Mídias Digitais;
  • Marketing de Conteúdo com SEO;
  • Storytelling;
  • Infoprodução;
  • Planejamento de Marketing;
  • Criação de e-mail de marketing.

Os caminhos estão abertos. Aproveitar o novo ambiente que o mercado está criando. Pode ser um ótimo crescimento para a carreira. Pensando em marketing digital, já conferiu a nossa ferramenta de Automação de marketing completa? Aproveite clicando aqui.

[Всего: 0   Средний:  0/5]

15000 e-mails gratuitos todos os meses.