Por que Marketing de Conteúdo e E-mail Marketing devem andar de mãos dadas?

Com certeza você já ouviu falar que marketing de conteúdo é fundamental em sua empresa, mas você sabe como montar uma boa estratégia de e-mail marketing com base em conteúdo que trará bons resultados a sua empresa?

Caso já trabalhe com marketing digital, já deve ter ouvido algo como “o conteúdo é rei”, às vezes, até mesmo com o seu complemento “e a divulgação, rainha”. Isso deixa claro o quão importante se tornou o marketing de conteúdo como estratégia para campanhas, muitas das vezes, com o e-mail marketing complementando a famigerada “fórmula do sucesso”.

Apesar dos pesares, muitos profissionais ainda não dominam com maestria os conceitos, práticas e aplicações relacionadas a essas duas estratégias.

digital composite of business graphics with office background

Primeiramente, o que é marketing de conteúdo? 

O marketing de conteúdo está diretamente ligado com a criação e produção de um conteúdo valioso para tanto atrair e engajar um determinado tipo de público, quanto para criar uma imagem positiva da sua empresa ou até mesmo aumentar as chances de fechar um negócio.

Você precisa saber que, para atingir os resultados esperados, sua estratégia de marketing de conteúdo precisa ser clara, com um objetivo bem definido. Com isso em mente, sua empresa conseguirá avaliar com mais precisão o desempenho de suas estratégias como um todo e analisar o quanto ela influencia os números de suas campanhas.

Ao iniciar seu planejamento, é necessário refletir o porquê você deverá utilizar esta técnica. Essa questão o ajudará a definir seus objetivos principais, variando de acordo com a empresa e o tipo de negócio em que ela atua.

Geralmente, os objetivos mais comuns são: aumentar o alcance da marca, gerar leads, educar o mercado, diminuir custos ou até mesmo ganhar autoridade sobre determinado assunto.

Uma vez definido o objetivo, o porquê de investir em marketing de conteúdo, você deve definir o um indicador,que é denominado KPI (Key Performance Indicators em português Indicadores Chave de Performance). Desta forma, assim que conseguir mensurar o seu objetivo, vamos a outra pergunta importante. 

Para quem seu Marketing de Conteúdo será voltado?

Sabemos que é impossível agradar a todos com o tipo de conteúdo produzido, às vezes se tornando inviável oferecer nossos produtos a eles. Uma dica importante que você deverá seguir é, a partir de seu público alvo, você desenvolver uma persona e construir sua campanha voltada a ela, evitando assim perda de tempo, conteúdo e dinheiro com pessoas que não um bom perfil para seu negócio.

Tendo sua persona definida, é bem mais fácil produzir conteúdo que realmente tenha valor a seu público, os canais de comunicação ficam mais claros, assim como a linguagem a ser utilizada e consequentemente, ajuda você a alimentar o funil de vendas.

Por final, para sua estratégia tomar forma, precisamos saber o seguinte:

Como será Produzido o Marketing de Conteúdo?

Nesta etapa do processo, será definido como e quais ferramentas você irá utilizar para produzir seu conteúdo, tais como os canais de comunicação para entregar sua mensagem. Lembre-se sempre de tomar essa decisão com base em sua persona, seja texto, imagem, áudio ou até mesmo vídeo. A partir daí, é só colocar a mão na massa.

Uma dica SendPulse para você é: existe uma ferramenta que pode entregar tudo isso com muita assertividade, o e-mail.

E-Mail Marketing e Marketing de Conteúdo

Você já deve estar careca de saber o que é e-mail marketing, o tanto que essa ferramenta é benéfica a seu negócio e as melhores práticas a serem tomadas ao produzir uma campanha.

Embora todos os tipos de e-mails sejam importantes para sua estratégia de e-mail marketing, nós iremos focar em um específico, o e-mail relacional.

O e-mail relacional, nada mais é que o tipo de campanha de e-mail marketing que visa construir um relacionamento com seu público, aumentando assim a conexão entre o consumidor e a marca, podendo ser um newsletter, mensagens de boas-vindas, etc…

A construção de um relacionamento com sua base, seu público, irá ajudar você na aquisição de potenciais clientes através desta prática.

Prosseguindo, após você escolher seus indicadores de performance, sua persona, definido seu objetivo, as coisas começarão a tomar forma. Colocando a mão na massa, você conseguirá gerar mais tráfego para seu negócio e neste ponto, sua preocupação deverá ser em fidelizar os clientes e não apenas atrair visitas.

Neste momento, o marketing de conteúdo irá brilhar ao lado do e-mail marketing sendo seu braço direito de sua estratégia.

Vamos planejar os disparos!

Lembra lá no começo quando você decidiu iniciar sua estratégia e precisou da persona?

Pois bem, agora é o momento de pegar o documento no qual você salvou essas informações e pensar sobre, primeiramente, como esta persona utiliza seu e-mail? Segundo, que tipo de linguagem ela utiliza? Terceiro, que horário ela está mais receptiva a este tipo de conteúdo e por fim, com que frequência ela abre a caixa de e-mails?

Essas perguntas vão lhe auxiliar a compor o corpo do e-mail e as próximas etapas do planejamento.

É de suma importância pensar e definir a frequência de disparos e espaçar os dias entre si, evitando assim a saturação da base. Já outro ponto a se pensar também, são feriados e datas comemorativas. Normalmente os resultados são melhores nestas épocas e, para descobrir se a frequência está boa, basta ficar de olho em suas métricas que foram definidas no começo deste artigo.

caixa de e-mail

Mas e o conteúdo?

As pessoas que buscaram seu negócio, visitaram seu blog, suas mídias sociais, já consumiram algum tipo de conteúdo escrito e planejado por você antes e gostaram. Tanto que assinaram seu newsletter, por exemplo. Este é o momento no qual deve-se priorizar a experiência do usuário e reforçar a avaliação positiva já feita sobre seu conteúdo.

Faça uma curadoria das melhores publicações, textos, imagens, artigos em blog, o que achar melhor e os compartilhe via e-mail. De forma relevante e informativa. É assim que se constrói autoridade de marca e afina o relacionamento com o cliente.

É claro que existem outras formas também, tão efetivas quanto, por exemplo um boletim informativo, um resumo da semana ou artigo exclusivo para que os assinantes recebam via e-mail. As possibilidades são muitas, basta analisar os indicadores de performance, ouvir seu público e estudá-lo. Tudo depende de sua persona e do ramo de seu negócio.

mesa com computador escrito content marketing

A campanha foi disparada, e agora?

É importante mensurar os resultados de seus disparos para entender a estratégia usada, se está performando, se precisa voltar e analisar novamente suas estratégias, se por acaso está realmente atingindo seus objetivos. O que funciona e o que não.

Para isso, é bom se atentar em algumas métricas, como:

·        Tamanho da lista

Estudos indicam que a lista de e-mail de uma empresa, de modo geral, diminui cerca de 22.5% ao ano, devido a criação de novos endereços, solicitações de descadastro, e-mails inválidos, mudança de emprego ou cargo.

·        Taxa de entrega

Geralmente, a taxa de entrega deve ficar em torno de 95% e qualquer valor diferente disso deverá ser estudado. Esta taxa diz muito sobre a qualidade de seus contatos e das boas práticas de e-mail marketing

·        Taxa de cliques

Quanto maior este número, mais eficiente foi sua estratégia e mais de qualidade foi seu conteúdo, já que foi capaz de despertar o interesse do leitor para convencê-lo a tomar alguma decisão.

·        Taxa de abertura

Quanto mais atrativo for o assunto do e-mail, maiores as chances de você conseguir uma boa taxa de abertura. Para que sua estratégia de marketing de conteúdo e de e-mail marketing realmente tenha sucesso, este é o segundo maior desafio que você deverá enfrentar (o primeiro é ter sua mensagem na caixa de entrada).

·        Taxa de descadastro

Vamos ressaltar uma informação logo de cara: todo e-mail deve conter um link para descadastro!

Não faz sentido algum manter uma pessoa em sua lista se ela não tem mais interesse em receber seu conteúdo. Isso só destruirá suas métricas e a boa imagem que você já tenha criado ou até mesmo as chances de um contato futuro entre sua empresa e aquela pessoa.

Essa métrica é uma das mais poderosas em relação a fornecer insights sobre o tipo de conteúdo produzido, frequência de envios, etc. .

Precisa de ajuda para otimizar seus resultados através de boas práticas? Continue lendo!

Além da integração quase que natural entre e-mail marketing e marketing de conteúdo, existem outras práticas que podem vir a ajudar a potencializar seus resultados, tais como a segmentação de base. Afinal, você está trabalhando com foco em sua persona mas não significa se seus contatos não possam ter perfis diferentes. Utilize isso a seu favor, já que você pode segmentar a sua lista de acordo com gênero, artigos ou conteúdos que mais gosta, localização geográfica e etc. .

A personalização do e-mail também é uma tática muito poderosa, uma vez que você não trata com homogenia sua base e permite lidar com seus contatos de uma forma muito mais humanizada. Invés de, por exemplo, dizer “olá caro leitor” você pode dizer “Olá Joaquim, espero que esteja tudo bem com você” e também, invés de “na sua empresa” ou “no seu negócio” pode ser colocado “na empresa do Marcos” por exemplo, dentre vários outros exemplos. Graças às ferramentas de automação, o céu é o limite. Tudo o que você precisa fazer é: na hora de captar seu lead, pedir para preencher a ficha de modo completo e, na aplicação, efetuar de modo harmônico com resto do conteúdo.

Pode ter certeza que suas chances de engajamento aumentarão consideravelmente.

Trabalhar com o famoso Teste A/B é imprescindível para o sucesso de sua estratégia.

Os testes A/B são ferramentas excelentes porque oferecem um feedback real de mercado e pode ser mensurado com precisão com base em dados, não achismos. Não é uma pesquisa simples no qual alguém pode responder uma coisa e fazer outra na prática: são fatos consolidados.

Vale ressaltar que os testes A/B em marketing de conteúdo são diferentes dos testes multivariados, já que no A/B analisamos apenas uma variável no objetivo de escolher qual chama mais atenção. Os testes eliminam a necessidade de fazer suposições e permitem que você tome decisões baseadas em números, o que diminui a chance da sua decisão resultar em falhas no futuro.

Através da aplicação dos testes, você pode descobrir formas de melhorar a performance de sua campanha de e-mail marketing e marketing de conteúdo, as possibilidades são infinitas, por exemplo:

·        Enviar e-mail terça ou quinta?

·        Disparo às 12h ou 17h?

·        Utilizar CTA (Call to Action ou Chamada para Ação) em imagens ou textos?

·        Incluir ou não imagens?

Por fim, vale ressaltar que você só pode testar uma variável por e-mail e que as duas versões devem ser disparadas sob as mesmas condições.

Nunca se esqueça: Mobile Friendly

Nós sabemos que o mundo é mobile, certo? O que isso quer dizer?

Simples, em 2018, das 120,7 milhões de pessoas que acessaram a Internet no último semestre, 49% o fizeram utilizando somente o celular, 4% somente pelo computador e 47% ambos e 54% das pessoas acessam seus e-mails por dispositivos móveis. Ou seja, sempre utilize layouts responsivos. Isso ajudará a melhorar a experiência do usuário.

Não se esqueça também que isso deve ser feito de um modo que englobe tudo, tanto mobile quanto desktop já que, de nada adianta quebrar a cabeça e construir uma ótima experiência de conteúdo para seu leitor e não otimizar os pontos no qual ele possa vir entrar em contato com você.

Se uma pessoa clica em algum call to action que venha a ter no e-mail, que o direciona para algum lugar lento, de difícil navegação ou que não se adequa ao tamanho da tela do celular, ela pode se sentir frustrada e não realizar a ação que estava planejada a ser tomada, ou até mesmo, podendo se descadastrar de sua base.

Em resumo

Como você notou, uma boa estratégia de e-mail marketing de mãos dadas com o marketing de conteúdo pode te ajudar a aumentar seu tráfego, suas vendas, afinar a relação com seus contatos, independente do estágio de funil que o mesmo se encontra. Não tenha preconceitos com este canal que é o e-mail marketing, aprenda a utilizá-lo de uma boa forma, com boas práticas e nos ajude a acabar com o estigma de “e-mail marketing é spam”, afinal, 2 a cada 3 pessoas ainda acessam seus e-mails diariamente e, dependendo do tipo de conteúdo, elas se cadastrarão em sua base. Tudo o que você precisa é ouvir e entender sua persona.

Ainda não ficou claro?

Então fique atento às novidades do SendPulse. Em breve vamos lançar um curso completo, a ser disponibilizado na plataforma Udemy, que vai abordar o marketing 360 e automação de fluxograma além de vários outros tópicos. Neste curso, você vai aprender em como conseguir impactar seu público através do envio de SMS, E-Mail, Web Push, SMTP e até Chat Bot, que podem ser totalmente customizáveis e com diversos modelos de templates para sua empresa. 

Iremos explicar também o que é email marketing, e como utilizar automações para tirar o melhor dele. Vamos mostrar tudo o que você deve fazer para não enviar SPAM

Ensinaremos como coletar seus contatos de modo mais eficiente e mostraremos como gerenciar suas listas, para que você somente mande e-mails para contatos que realmente estão interessados em suas mensagens

Criaremos um belo modelo de e-mail utilizando a nossa ferramenta de criação de e-mails com arrastar e soltar

Integraremos seu projeto com o web push, para notificar os seus clientes sobre cada update feito em seu blog ou site e ensinaremos você a ler os relatórios de e-mail, e assim otimizar suas campanhas.

Portanto fiquem atentos em nosso blog e se cadastre em nosso site para entender cada vez mais e melhor o e-mail marketing e como ele pode trazer melhores resultados para a sua empresa!

[Всего: 5   Средний:  4/5]

15000 e-mails gratuitos todos os meses.