Case de sucesso Rock Content: blog cresceu 15x em menos de um ano

Case de sucesso

No artigo de hoje, vamos apresentar o case de sucesso Rock Content, que em menos de 1 ano conseguiu aumentar o tráfego de seu blog em inglês em mais de 15 vezes!

Sobre a Rock Content

A Rock Content certamente é a maior empresa de marketing de conteúdo da América Latina. Fundada em 2013, conta com unidades em Minas Gerais, São Paulo e na cidade de Guadalajara, México.

A empresa presta serviços de marketing para mais de 2 mil marcas e seu site recebe mais de 8 milhões de visitas mensais. Sem dúvida, números que a colocam como uma das maiores autoridades quando o tema é marketing de conteúdo. Estudar o seu case certamente será de utilidade para aprender mais sobre o assunto.

Case de sucesso Rock Content

Acima, apresentamos o resultado e o tempo que foi necessário para concretizá-lo. Sendo mais específico, foram 11 meses, segundo relato da própria Rock, para que a versão em inglês de seu blog alcançasse tráfego 15 vezes maior em comparação ao ponto de partida.

O principal instrumento usado pela agência foi o conteúdo. No entanto, produção de conteúdo rico, atrativo e de interesse do público que pretendia alcançar. Contudo, postagens regulares e em diferentes formatos foram fundamentais.

O começo

No final de 2019, a Rock Content ampliou sua suíte de produtos ao adquirir duas aquisições. Uma delas foi a empresa norte-americana ScribbleLive. Essa empresa fornecia plataformas de produção de conteúdo interativo.

Com a aquisição, uma das tarefas imediatas da agência foi o de transformar o blog ScribbleLive em Rock Content, começando do zero. O blog da empresa não era fortemente trabalhado em SEO e nem tinha o mesmo volume de publicações do blog Rock Content, motivos determinantes para começar o projeto do zero.

Sem dúvida, recomeçar um longo trabalho não é o melhor dos estímulos, no entanto, a Rock já contava com a receita do sucesso.

Porque os blogs da agência em português e em espanhol já dispunham de uma estratégia consolidada, os colaboradores freelancers tinham pleno domínio do guia de conteúdo e o volume de publicações chegava a 90 mensais, tratando dos mais diversos assuntos relacionados a marketing digital.

Ou seja, o mais complicado, o conhecimento e a experiência para levar adiante o projeto, estavam em mãos. A questão era colocar em prática.

O objetivo

Atente-se que, apesar do foco no volume de visitas diárias e mensais, sem dúvida, sempre relevante, o objetivo principal de um blog, em primeiro lugar, é obter leads. De pouco adianta muito volume e zero engajamento. Isso é semelhante às contas de Instagram com milhares de seguidores e pouquíssima interação.

O blog deve ser um gerador de leads e esse era o objetivo do blog Rock Content North America: captar leads tanto nos EUA como no Canadá.

Os resultados em detalhes

O blog teve seu início em abril de 2020. No primeiro mês, a página teve desempenho de 5 mil sessões.

Passado menos de um ano, em março de 2021, o blog fechou com 79 mil sessões. Detalhe: tudo resultado de tráfego orgânico, sem uso de anúncios, apenas investindo em conteúdo.

As principais estratégias usadas no case de sucesso Rock Content

Esse volume de tráfego orgânico investindo apenas em conteúdo sem completar sequer um ano é notável, sem dúvida. Por isso, você, que está investindo em um blog corporativo, tem motivos de sobra para avaliar esse caso de perto.

Sabendo que poderia ser enriquecedor para a nossa audiência, listamos as principais estratégias usadas pela Rock Content para alcançar esse feito. Considere, entretanto, que esse case de sucesso é aplicado em contexto específico.

Nem todas as estratégias apresentadas, entretanto, poderão ser úteis para seus objetivos. Cabe avaliar o que pode ser aplicado à sua realidade e se faz sentido para a estratégia que considera mais acertada as suas pretensões.

Localizar em vez de traduzir

Como o case de sucesso Rock Content trata da internacionalização da marca, esse ponto é de grande importância: entender a diferença entre tradução e localização.

Tradução simplesmente converte as palavras de um idioma para as correspondentes exatas em outro idioma. Como há diferença de construções de frases e de significados de determinadas palavras em culturas diferentes, esse trabalho certamente pode gerar imprecisões e ruídos de comunicação.

A localização trata justamente de evitar essas imprecisões e ruídos, adaptando as palavras e frases, sem alterar o sentido, a cultura local.

No caso do case de sucesso Rock Content, a importância dessa diferenciação não se refere somente à necessidade de migração de um conteúdo pronto para outro idioma, pois se produziu também conteúdo original do zero.

Essa questão também se referia à estratégia, a persona usada no Brasil ou na Espanha. Bastava “traduzir” essa estratégia no contexto norte-americano para colher resultados ou seria necessário fazer uma “localização”?

Escolheu-se a localização, pelo entendimento que o nível de conhecimento sobre o assunto no país berço do marketing era mais avançado.

O trabalho de localização foca nos aspectos culturais, na utilização de exemplos, imagens, termos e gírias que de alguma forma repercutam no público local.

Importante: jamais recorra a ferramentas de tradução, pois ainda apresentam algumas imprecisões e se mostram engessadas quanto à naturalidade da fala.

Link Building

O Link Building é uma estratégia que visa construir uma rede de links para uma página. Quanto mais links estiverem direcionando para uma página, mais fácil ficará para os bots do Google encontrá-la. Quando uma página não tem links apontando para ela, é como se ficasse no limbo, órfã, dificultando o seu rastreio e posicionamento nas pesquisas.

A Rock Content, em seu site em inglês, usou essa estratégia para facilitar o ranqueamento dos conteúdos no topo das pesquisas.

A estratégia principal foi a seguinte: produzir um post pilar, um conteúdo riquíssimo, completo, com todas as informações possíveis sobre um determinado assunto, e depois produzir “posts satélites”.

Esses posts satélites tratavam de temas ou mencionavam assuntos abordados de maneira mais completa no post pilar e inseriam links direcionando para esse post. Ou seja, estruturou uma rede de links voltada para uma página central.

Uma regra que a agência aplica em suas postagens é a dos 5 links. Todo conteúdo novo postado deve receber links de outros 5 posts publicados no blog. Essa estratégia, garante o pessoal da Rocket, rende bons resultados.

Guest post e co-marketing

Outra estratégia usada no case de sucesso Rock Content foram as parcerias via guest post e co-marketing. Tratam-se disso mesmo, parcerias entre duas empresas de público-alvo em comum. Elas aceitam produzir conteúdo uma para o site da outra.

Essa estratégia certamente é útil em termos de link building e também para aumentar o brand awareness.

O conteúdo pode ser post, e-book, webinar, entre outros, bastando que seja relevante para o público do parceiro.

Contudo, é importante antes de fechar uma parceria fazer uma análise do site e blog para verificar se há uma ligação com o seu negócio e se faz sentido você produzir conteúdo para ele.

Promoção nos canais certos

Produzir um conteúdo bacana e fazer um layout bonito não é suficiente para atrair público. Sem dúvida, divulgação é fundamental para que o blog chegue ao conhecimento do público.

A Rock Content investiu em redes sociais, e-mail marketing e push news. Eles também recorreram ao cadastro de diretórios na web.

Esses diretórios são uma espécie de curadoria do conteúdo do que é publicado na internet. Essas ações, sem dúvida, ajudaram significativamente no volume de tráfego nos primeiros meses, o período mais complicado, pois a autoridade do domínio se encontra naturalmente baixa por “ter começado ontem”.

Auditorias

Seguindo com as estratégias usadas no case de sucesso Rock Content, uma prática mencionada pela Rocket foi a de instaurar auditorias frequentes. Ou seja, conferir e usar ferramentas de detecção de erros e oportunidades de melhorias no conteúdo que já foi produzido.

Uma das ferramentas usadas foi o SEMRush e o PageSpeed Insights. O primeiro ajuda a encontrar problemas de links quebrados, páginas sem meta descrição, imagens sem o recurso de alt text, entre outros tópicos importantes para pontuação de SEO.

Já a PageSpeed é um site dedicado para verificar o tempo de carregamento da página, ou seja, a sua velocidade para exibir o conteúdo. Esse, sem dúvida, é um dos principais critérios para ranqueamento no Google.

Contudo, o importante dessa medida nem se trata de aumentar a velocidade da página, pois isso não garante melhoria de ranqueamento. Ficar de olho no tempo de carregamento é importante para impedir que a página fique mais lenta. Isso sim pode provocar alterações no ranqueamento, mas de maneira negativa.

Portanto, nunca deixe de fazer auditorias regulares no seu blog para corrigir problemas e evitar o surgimento de outros.

Seja paciente e persistente!

Encerramos este post sobre o case de sucesso Rock Content com a seguinte mensagem: persistência é fundamental. Tenha em mente que o trabalho de posicionamento privilegiado nos motores de busca e aumento do tráfego orgânico é um trabalho de longo prazo.

Basta lembrar novamente o exemplo da Rock. Essa empresa, que é uma autoridade incontestável no assunto e conta com os melhores recursos e estratégias para obter os resultados que ambiciona, levou quase um 1 ano para obter números expressivos.

Gostou deste conteúdo sobre o case de sucesso Rock Content? Então curta, compartilhe, avalie. Seu apoio faz a diferença!

[Total: 1   Average: 5/5]

15000 e-mails gratuitos todos os meses.