Marketing e vendas

6 Estratégias para Criar Valor para Seus Consumidores

11 minutes

6 Estratégias para Criar Valor para Seus Consumidores

Não basta apenas produzir um produto perfeito e estabelecer um preço razoável para ele. Os clientes têm muitas e muitas ótimas opções e é por isso que procuram algum valor adicional ao fazer sua escolha. Eles querem se sentir apreciados ao se comunicar com uma marca, buscam experiências valiosas e querem contar com verdadeiros especialistas, aqueles que os entendem e os ouvem.

Fornecer valor para os clientes requer atenção aos pequenos detalhes, além de ter um produto matador. Neste artigo, vamos revelar como criar valor para os clientes com atividades de marketing e conteúdo relevante.

Por que é importante criar valor para seus clientes?

Para ganhar a confiança e o amor de seus clientes, você deve criar fortes laços entre a marca e público-alvo. Isso pode ser possível se o primeiro não apenas fornecer serviços de qualidade e bens funcionais, mas algo além: ética, o sentimento de confiança e confiabilidade e, claro, emoções positivas que tornam a comunicação com sua marca agradável e valiosa. Então, quais métodos uma empresa pode usar para agregar valor aos clientes por meio de e-mail?

De acordo com Price Intelligently, é duas vezes mais eficiente reter clientes existentes do que atrair novos. Ao mesmo tempo, apenas 18% das empresas concentram suas estratégias de marketing na manutenção de relacionamentos sólidos com seus clientes existentes.

Trazendo valor para o cliente. Estratégia #1. Faça programas motivacionais

Aqui estão os tipos mais populares de programas motivacionais que você pode usar por e-mail:

  • Descontos. Você pode oferecer um desconto para clientes que gastam muito. Sua proposta também pode abranger várias compras, produtos e serviços adquiridos regularmente ou complementares. Além disso, você pode propor um desconto durante os feriados ou baixa temporada para ajudar os clientes e aumentar suas vendas.
  • Ofertas especiais. Gratidão e presentes de cooperação são sempre bem-vindos. Dessa forma, você diz: “Agradecemos ter você como cliente e esperamos cooperar novamente”. Você pode oferecer alguns brindes como bônus para pedidos de clientes ou um nível de serviço especial. Por exemplo, frete grátis ou rápido, serviço fora do horário comercial, redução de uma quantidade mínima de pedido ou atribuição de um gerente pessoal.
  • Testes gratuitos. Quanto aos testes gratuitos, um terço dos profissionais de marketing dizem que 11-30% das pessoas que usam um teste, mais tarde se tornam clientes com uma conta paga. Independentemente de você fornecer SaaS ou software tradicional, os clientes desejam verificar no que estão investindo antes de comprar um plano pago. Esta é uma boa oportunidade para permitir que os usuários percebam o valor do seu produto sem gastar recursos.
  • Serviços de assinatura. Hoje em dia, uma assinatura nem sempre significa um plano de software pago, mas entrega mensal de produtos de varejo, de lâminas de barbear a alimentos. Uma pesquisa do USA Today diz que 25% dos entrevistados estão atualmente inscritos para entregas de varejo programadas, enquanto 32% planejam se inscrever dentro de seis meses. Por exemplo, uma loja de animais pode oferecer um desconto quando os clientes se inscrevem para entregas regulares de comida de gato. Com este serviço, o cliente está sempre abastecido com o essencial do dia-a-dia.
  • Parceria com outra marca. Você pode começar a criar valor para seus clientes com ofertas conjuntas. Como parceiro, você pode escolher uma empresa que complemente sua marca. Por exemplo, alguns clientes do banco podem obter um reembolso maior se comprarem no site de varejo de seus parceiros. Se você propor bens e serviços relevantes com essa colaboração, os clientes sentirão que você conhece suas necessidades e se preocupa em oferecer um serviço de excelência.

Aqui está um exemplo de como a Scribd, uma biblioteca online, atrai novos clientes, dando-lhes acesso gratuito por 30 dias a seus livros e revistas:

A Scribd agrega valor oferecendo testes gratuitos.
A Scrib oferece um teste grátis por 30 dias.

Agregar valor aos clientes. Estratégia # 2. Use programas de fidelidade

De acordo com o Hubspot Loyalty Report, 73% dos clientes confirmam que estão mais dispostos a recomendar empresas com programas de fidelidade, 79% têm maior probabilidade de comprar novamente dessas empresas e 66% estão dispostos a gastar mais para obter benefícios do programa.
O objetivo dos programas de fidelidade é agradecer aos clientes por sua cooperação e fidelidade à marca e mostrar o quanto você os valoriza. Existem vários tipos comuns de programas de fidelidade:

  • Baseado em pontos. Os clientes recebem pontos por compras, assinaturas de e-mail, adição de informações pessoais ou comentários. Então eles podem gastar suas recompensas em compras futuras. A abordagem mais simples é frequentemente usada por cafeterias. Após a primeira compra, eles entregam aos seus clientes um cartão para carimbar onde eles colocam um carimbo a cada xícara de café comprada. Assim que um cliente completa o cartão, ele recebe uma xícara de café grátis.
  • Baseado em níveis. Os clientes obtêm benefícios de acordo com seu nível de associação. Ao gastar mais dinheiro ou comprar com mais frequência, os clientes passam para um nível mais alto. Ao progredir, eles obtêm descontos e pontos maiores, ofertas e serviços avançados, além de convites para eventos fechados. Sistemas de níveis bem conhecidos geralmente incluem algo como um nível de prata, ouro e platina com recompensas crescentes, respectivamente.
  • Baseado em vantagens. Algumas empresas oferecem pequenos benefícios a todos os seus clientes. Por exemplo, lojas de varejo online podem adicionar amostras de produtos ou conteúdo relacionado ao pacote de um cliente. Surpresas são sempre ótimas.

Por exemplo, a Norwegian, uma companhia aérea de baixo custo, criou um programa de passageiro frequente. Os clientes recebem sua próxima recompensa a cada sexto voo, que é válido por 12 meses. Existem quatro tipos de recompensas: +2% em pontos de reembolso, fast track, reserva de assento ou bagagem grátis.

A Nowergian agrega valor com seu programa de fidelidade.
A Nowergian dá a oportunidade dos clientes escolherem entre alguns benefícios de seu programa de fidelidade.

Trazendo valor para os clientes. Estratégia #3. Compartilhe conteúdo valioso

Compartilhar conhecimento em sua área de especialização sempre terá uma resposta positiva. O conteúdo orientado a valor permite que você se estabeleça como um especialista, aumente a credibilidade da marca e melhore a fidelidade do cliente.

Existem três tipos básicos de conteúdo que você pode usar:

  1. Conteúdo originalVocê pode criar conteúdo educacional como estudos de caso, infográficos, artigos, recomendações, guias sobre como usar o produto, vídeos e podcasts. Envie seu conteúdo por e-mail, publique-o em seu blog corporativo e compartilhe-o nas redes sociais para manter os clientes envolvidos.O Piktochart criou um artigo inspirador sobre infográficos, que eles compartilharam com seus clientes por e-mail.
O Piktochart agrega valor aos clientes enviando um artigo sobre infográficos.
O Piktochart enviou um artigo sobre infográficos para seus clientes se inspirarem.

Você também pode convidar clientes para eventos educacionais relevantes que você organiza ou participa: webinars, seminários e fóruns.

2. Conteúdo de influenciador

Recomendações de especialistas, autoridades e celebridades são uma forma popular de promover um produto. De acordo com o Influencer Marketing Benchmark Report 2020, em média, as empresas ganham US$ 5,20 por dólar gasto em marketing de influenciadores. Os especialistas devem reduzir os esforços dos usuários em encontrar produtos confiáveis, fornecer truques úteis e alertar os usuários sobre armadilhas para ajudá-los a evitar problemas.

Relacionado: O Guia Completo para Marketing de Influenciadores

Uma maneira de colaborar com influenciadores é fornecer a eles uma amostra grátis do seu produto ou versão teste de seus serviços. Especialistas selecionados podem publicar recomendações sobre como e por que usar seus produtos, escrever uma avaliação ou gravar um unboxing.

Outro método é patrocinar um concurso ou sorteio que um blogueiro está realizando para que ele possa usar seu produto como prêmio. Dê aos influenciadores a chance de se beneficiarem com mais tráfego, enquanto eles exibem seu produto, é uma vitória para todos.

Também é possível convidar especialistas relevantes para o seu escritório para permitir que eles criem conteúdo envolvente, por exemplo, mostrando os bastidores. A publicação final pode ser postada tanto na plataforma do influenciador, quanto na sua, como guest post.

A Avon, por exemplo, costuma enviar a seus clientes informações úteis que não apenas os fazem querer experimentar seus cosméticos, mas também fornecem respostas de especialistas para suas perguntas.

A Avon agrega valor oferecendo conteúdo útil e educativo para seus clientes.
A Avon envia e-mails explicando a composição e benefícios de seus produtos para os clientes.

3. Conteúdo gerado pelo usuário

CGU (conteúdo gerado pelo usuário) é qualquer conteúdo relacionado à marca criado pelos usuários. Estudos mostram que provoca compras em 79% dos casos. Quanto aos benefícios para o seu público, essas publicações fazem com que as pessoas se sintam apreciadas e ouvidas.

O CGU pode apresentar uma marca ou se referir a um tema relevante: fotos de clientes usando o produto da empresa ou funcionários falando sobre sua iniciativa de responsabilidade social.

Para permitir que as pessoas criem UGC, uma marca pode realizar um concurso, peça aos clientes que compartilhem sua experiência em e-mails de agradecimento ou em encartes de embalagem, publique a hashtag da marca de sua empresa em seus perfis de redes sociais e site para incentivar postagens nas redes sociais.

Os usuários podem publicar conteúdo tanto diretamente nas páginas da empresa, como nas suas e, em seguida, a empresa o compartilha. Pode ser um repost nas redes sociais, marcando o autor, ou publicação na seção de depoimentos do site. Por exemplo, o National Geographic compartilha fotos de seus muitos leitores, fotógrafos e autores em cada campanha de e-mail.

 

O National Geographic agrega valor aos clientes usando seus conteúdos em suas plataformas.
O National Geographic escolhe fotos dos seus leitores e usa nas suas redes sociais e campanhas de e-mail.

Trazendo valor para os clientes. Estratégia #4 . Peça feedback

72% dos clientes não farão uma compra sem estudar as avaliações do seu produto ou serviço. Depois de verificar as avaliações, eles acreditarão que uma marca é mais confiável e apreciarão a que se preocupa com as experiências de seus clientes.

Você pode solicitar avaliações por e-mail, compartilhar links para sites de avaliações relevantes e monitorar as redes sociais em busca de menções à sua marca. As empresas que desejam receber feedback sobre a qualidade de seus produtos ou serviços sempre perguntam aos clientes suas impressões: eles gostam do produto? Eles tiveram alguma dificuldade com o serviço, quais foram? Os clientes apreciam essa atitude do vendedor e são mais propensos a voltar novamente.

O Grammarly, por exemplo, incentiva seus usuários a avaliar o serviço, com uma classificação de cinco estrelas, ou deixando comentários.

O Grammarly agrega valor aos seus clientes colhendo feedbacks.
O Grammarly pede feedbacks dos seus clientes, mostrando que apreciam suas opiniões.

Além do feedback simples, você pode pedir aos clientes que respondam às pesquisas. Elas ajudarão você a entender o que os usuários pensam da sua marca, dando a você a oportunidade de aprimorar suas ofertas e construir pontes com os clientes. Por exemplo, você pode agradecê-los por compartilhar suas experiências positivas, ajudar caso tenham alguma dificuldade e compartilhar melhorias em áreas que preocupam os entrevistados.

Veja como o atendimento ao cliente da Adobe realizou uma pesquisa, solicitando que seus clientes avaliassem seu serviço após o encerramento do caso.

A Adobe agrega valor aos clientes enviando pesquisas de satisfação.
O atendimento ao consumidor da Adobe envia pesquisas de satisfação para os clientes.

Trazendo valor para os clientes. Estratégia #5. Realizar concursos

As pessoas adoram concursos porque são divertidos e recompensadores. Com pouco esforço, seus assinantes podem interagir com sua marca e ter a oportunidade de experimentar seus produtos e serviços gratuitamente ou com um desconto significativo. E embora as empresas usem concursos para melhorar o reconhecimento da marca e o envolvimento do usuário, não há publicidade direta e irritante.

Para realizar um concurso ou sorteio, você pode usar e-mail, redes sociais e seu site.

Os e-mails para assinantes devem conter as informações necessárias sobre termos, condições e prêmios. Você também pode compartilhar atualizações sobre o concurso por e-mail para incentivar novos participantes. De acordo com a plataforma selecionada, você deve incluir um link que leve à página do Facebook ou Instagram, onde o concurso acontece, ou ao seu site.

Por exemplo, a Lush dá a seus clientes a chance de ganhar um pacote de prêmios se eles postarem um vídeo de seu gel de banho nas redes sociais com a hashtag #getjellywithit. Para participar, também é necessário se cadastrar no site deles, o que aumenta automaticamente o número de potenciais clientes da empresa. Seus e-mails também contêm descrições e imagens brilhantes do produto, o que pode motivar os clientes a experimentá-lo.

Lush agrega valor aos clientes com sorteios e e-mails informativos.
A Lush além de oferecer a possibilidade dos clientes concorrerem a um pacote de prêmios, também envia e-mails informativos sobre seus produtos.

Os concursos de redes sociais geralmente envolvem o envio de conteúdo com uma hashtag específica da campanha. Esta é a melhor maneira de rastrear concorrentes e automatizar a seleção de vencedores. Existem vários tipos de concursos de rede social:

  • Sorteios — exigem pouco envolvimento porque o vencedor é escolhido aleatoriamente e as condições de participação costumam ser muito simples, por exemplo, comentar uma postagem.
  • Concursos — exigem mais ação, por exemplo, tirar uma foto específica do tópico e envolvem a avaliação de trabalhos competitivos e a seleção dos vencedores pelos juízes.
  • Jogos curtos, como missões, questionários, quebra-cabeças – geralmente são realizados nos stories do Instagram e oferecem pequenos prêmios.

Para atrair usuários para o concurso em seu site, você precisa adicionar CTAs claros em páginas relevantes que levam a um formulário de inscrição. Você também pode usar um cronômetro de contagem regressiva para motivar e lembrar seus visitantes sobre o concurso.

Por exemplo, a NASA deu ao público a chance de participar do lançamento do Mars 2020 Rover ao vencer um concurso de redação. A administração convidou estudantes, do jardim de infância ao Ensino Médio dos EUA, para propor o melhor nome para a espaçonave. Além do prêmio principal, os participantes selecionados receberam e-books, assinaturas mensais da Amazon, associação e créditos do programa de concessão do AWS Educate e outros pacotes de prêmios de parceiros.

 A NASA agregou valor ao dar a oportunidade do público escolher o nome de uma espaçonave.
A NASA realizou uma campanha onde estudantes tiveram a oportunidade de escolher o nome de uma espaçonave.

A NASA anunciou o vencedor no site do Programa Mars Exploration, nas suas redes sociais e em campanhas de e-mail regulares.

 A NASA continuou agregando valor ao enviar e-mails apresentando o nome escolhido no concurso.
Ainda, a NASA enviou uma campanha de e-mail anunciando o vencedor do concurso.

Você pode usar concursos em qualquer campo. Os clientes valorizam não apenas produtos de alta qualidade e úteis, mas também emoções positivas que os fazem sorrir.

Trazendo valor para os clientes. Estratégia #6. Personalização

O (R)Tech Center for Innovation and Accenture da RILA descobriu que 63% dos consumidores estão interessados ​​em experiências de marca personalizadas. Adaptar seus e-mails ao comportamento e às necessidades de seus assinantes é uma maneira poderosa de satisfazer seu público-alvo.

A primeira dica para personalização é manter os dados dos clientes e usá-los. Ao acompanhar seus aniversários, você pode parabenizá-los na hora. Se você monitora o comportamento online e o histórico de compras dos usuários, pode adaptar seus e-mails para incluir seus produtos favoritos. Se você tiver informações sobre a data de início da associação, poderá enviar e-mails de marcos para seus assinantes.

Por exemplo, todo mês de dezembro, o serviço de entrega Shipt, assim como muitas outras empresas, distribui e-mails de retrospectiva do ano com foco em marcos individuais.

A Schipt agrega valor aos clientes com e-mails de retrospectiva que mostram como foi a relação deles com a marca naquele ano.
A Schipt envia e-mails, no final do ano, mostrando como foi o consumo de seus clientes.

Conclusão

Agora que você já sabe como criar valor, reveja as dicas e escolha por onde começar:

  1. Programas motivacionais
  2. Programas de fidelidade
  3. Conteúdo valioso
  4. Feedbacks e avaliações
  5. Concursos e sorteios
  6. Personalização

A ideia geral é ser atencioso em vez de vender com força. Pense no que seus clientes realmente valorizam, quais benefícios os deixarão felizes, quais informações sobre seu mercado ou produto eles não têm, o que é divertido para eles e use isso para agregar valor.

Todas as táticas mencionadas acima ajudarão você a criar uma imagem positiva para sua marca entre os clientes em potencial. Envie e-mails que você gostaria de receber. E, claro, crie-os com a SendPulse! Se quiser ficar ligado, em mais estratégias de marketing, entre no nosso canal do Telegram.

 

Posts por categoria