Tudo o que você precisa saber sobre FaceAds!

Você gostaria de aprender, de uma vez por todas, o que é FaceAds e como utilizá-lo de uma vez por todas? Leia este artigo até o final para se tornar um expert neste assunto.

O FaceAds, nada mais é que a plataforma de anúncios do Facebook. Se alguma vez, ao longo de sua carreira alguém o recomendou a não utilizar esta ferramenta, saiba que essa pessoa está completamente errada! É muito provável que este argumento esteja embasado em alguma empresa/pessoa que utilizou o FaceAds de forma incorreta e não obteve o retorno desejado.

Mas saiba que cerca de 1 milhão de empresas estão adotando a estratégia de publicações patrocinadas e, falando em dinheiro, o valor investido pode ultrapassar 8 milhões de dólares por ano! É muita coisa, concorda?
Entre os anos de 2010 e 2015, houve um crescimento de 680% em todos os investimentos feitos na plataforma Facebook.

Com base em o que acabamos de falar, você deve estar se perguntando qual a diferença entre as empresas que obtiveram sucesso ao investir em FaceAds e as que não obtiveram. A resposta é simples: qualidade da campanha.

Para que você aprenda, de uma vez por todas, como fazer boas campanhas e obter bons resultados, resolvemos escrever este conteúdo para que você consiga patrocinar suas publicações através do FaceAds, criando as melhores campanhas do mercado digital. Vamos lá?

Entenda alguns termos importantes

Para que possamos começar, é necessário que você entenda alguns dos termos básicos da plataforma, que serão utilizados, neste artigo.

Primeiro de tudo, é importante lembrar que você precisa ter uma Fanpage criada e ativa.

Agora nós iremos falar sobre esses termos comuns dentro da plataforma, já que, você precisa estar familiarizado com eles.

  • Pixel de Conversão:

O famoso “Pixel” é uma linha de código que permite, através do FaceAds, acompanhar a efetividade de sua campanha fora do Facebook. Como, por exemplo, quando seu anúncio direciona os usuários para seu site.

  • Feed de Notícias:

O “Feed” é um velho conhecido da casa, é em torno dele que se encontra toda a experiência de uso do Facebook. É onde sua audiência tem contato com todo o seu conteúdo produzido, de forma orgânica ou não.

  • Post de Página Não Publicado:

Quando você cria um Ads que seja direcionado a um público específico, eles não aparecem como uma postagem normal dentro de sua timeline.

Eles são exibidos diretamente no Feed de notícias do usuário no qual deseja impactar, no mesmo formato de uma publicação normal.

  • ROAS (Return Over Ad Spend):

O ROAS ou Retorno Sobre Gasto em Ads, é o ROI (Return of Investiment – Retorno Sobre Investimento, em tradução livre) do FaceAds. É através dele que medimos a efetividade da campanha produzida, calculando quanto de receita foi gerada por dólar gasto no anúncio.

  • Conversion Lift:

O Facebook Conversion Lift, em tradução livre, Conversão Elevada, é uma ferramenta que permite acompanhar os negócios adicionais, gerados pelo anúncio do FaceAds, tanto online quanto offline.

O Conversion Lift permite que profissionais de marketing digital acompanhe o quanto de receita adicional está sendo gerada e, como incluir este valor, no plano de marketing.

Do que é feito um anúncio, afinal?

Agora que você está familiarizado com os termos básicos do FaceAds e seus funcionamentos, está na hora de falar sobre os anúncios em si.

O uso geral é bem intuitivo e, ao longo dos anos, o design, experiências dos usuários e as funcionalidades tiveram melhorias significativas. Mas, ao criar os anúncios, nos deparamos com alguns pontos nos quais não temos contato todos os dias e eles são partes essenciais do FaceAds.

Assim como um quebra cabeça, eles se encaixam perfeitamente afim de criar a melhor experiência possível para que o usuário interaja com seu anúncio. Eles são divididos em 42 partes, então, vamos entender o que é cada uma delas e como aplicar:

  • Criativo:

A parte criativa do anúncio é composta por todos os aspectos relacionados a sua marca, sejam visuais ou não.

A parte gráfica é responsável por compor, visualmente, seu anúncio. Ou seja, texto + imagem. 

As suas campanhas no FaceAds também devem ser pensadas de uma forma que crie uma conexão emocional com seu público. Tudo o que você irá falar e fazer em um Ads é tão importante quanto a comunicação geral da sua marca. Tenha sempre em mente que, uma marca forte, consegue transmitir sua mensagem via anúncios de uma forma sucinta e que consiga atingir seus objetivos.

Uma campanha de anúncio é baseada em todos os esforços necessários para atingir um objetivo pré-definido. Seja cliques para seu site, curtidas na página, cadastros, downloads e afins.

  • Segmentação de Público:

Essa é uma das partes mais interessantes na hora de criar um anúncio. Através da segmentação, é possível criar o público ideal para o seu Ads, além da possibilidade de ter vários públicos diferentes para um anúncio, com objetivos diferentes.

Core Audience (Audiência Principal)

Essa audiência é criada a partir de dados demográficos, como, por exemplo, estilo de vida, localização, características de compra, estágio de vida e etc. .

Esses dados são colhidos através de informações contidas em cada perfil de cada pessoa na rede social e, também, através de seu comportamento na plataforma.

Audiência Personalizada

A personalização de audiência é uma opção dentro da ferramenta de criação de anúncios, que permite você encontrar sua audiência já existente dentro do Facebook.

Audiência Similar

Caso você possua uma lista de consumidores, usuários e afins, que sejam importantes para a sua empresa e, suas características já sejam conhecidas, é possível criar audiências similares.

Essa audiência, por exemplo, pode ser similar a uma audiência personalizada que tenha criado.

Facebook Exchange

É possível utilizar plataformas de terceiros na hora de criar um anúncio, para que seja facilitado a compreensão das características comportamentais do usuário fora do Facebook e, utilizar esses dados, para criar anúncios mais condizentes a esses comportamentos.

Partner Categories

O Facebook possui parceiros externos que fornecem dados através de pacotes de opções de segmentação. Esses dados são baseados em atividades fora do Facebook e podem ser utilizados na hora de criar seu Ads.

Agora nós iremos conhecer a Compra de Anúncios!

Ao comprar um espaço de publicidade dentro do FaceAds, existem alguns termos que são muito utilizados para definir a forma de pagamento e de cobrança.

Custo Por Ação (CPA)

É o custo médio que você estará pagando por cada ação que o usuário realizar que envolva seu anúncio.

Bons anúncios encorajam as pessoas a interagir e tomar a ação desejada pelos profissionais de marketing, quanto mais ações (interações/cliques) houver em um anúncio, menor será seu custo por ação.

Custo Por Clique (CPC)

O CPC já é um conhecido de tempos antigos de quem anuncia online.

Este termo significa que você pagará, em média, por cada clique realizado em seu anúncio. O CPC médio é calculado da seguinte forma: custo total de anúncios dividido por total de cliques.

Custo por Mil Impressões (CPM)

O custo por 1.000 impressões mostra uma média que você estará pagando para cada mil impressões do seu anúncio.

Uma impressão significa cada uma das vezes em que o seu Ads foi exibido, havendo interação ou não. A forma correta de se calcular o CPM é: custo total do Ads sobre o total de impressões, dividido por mil.

Impressão

Este tipo de anúncio é com base no número de vezes em que seu Ads foi exibido.

Nos dispositivos mobile, a impressão é contada na primeira vez que o anúncio é visualizado, já nas demais plataformas, um anúncio é impresso na primeira vez que ele é exibido diretamente no feed de notícias ou nas colunas laterais do site.

Mas e quais são as boas práticas para uma boa campanha?

Você já deve ter percebido que o FaceAds é uma ferramenta bem intuitiva, a partir do momento em que você se familiariza com os termos da plataforma. Que ela é bem direta e procura facilitar, ao máximo, todas as ações realizadas pelo anunciante.

Pensando nisso, existem algumas boas práticas que são focadas na criação de anúncios que procuram levar essas ideias ao público de sua empresa.

Essas boas práticas são divididas em três partes:

  • Práticas para a Marca;
  • Práticas Criativas;
  • Planejamento.

Para conferir cada uma delas, basta continuar a leitura!

Boas Práticas para a Marca

A maneira como os usuários descobrem e interagem com tudo ao seu redor mudou tanto ao longo dos anos que, a forma que se anunciava há 2 anos, não é mais efetiva hoje em dia.

No momento em que você insere sua marca dentro de um anúncio, é necessário que se utilize a visão para capturar a atenção e construir uma marca forte e que tenha autoridade no assunto.

O centro de descobertas dos usuários do Facebook é o Feed de Notícias. É nele que está concentrado todo o tipo de conteúdo que as pessoas terão contato e, não precisamos dizer que é fundamental que você consiga se destacar em meio a tantos outros anúncios.

É no Feed que você capta a atenção do usuário e, como fazer isso? Sendo diferente, original, criando um conteúdo que ele considere interessante.

Uma realidade triste que devemos enfrentar é que nem todas as pessoas do mundo desejam consumir seu anúncio e, ao contrário do que você provavelmente está pensando agora, essa realidade pode até ser  triste, porém é muito boa.

Imagine que o público final de sua campanha no FaceAds é composto por 5 milhões de pessoas, mas, de todas elas, apenas 50.000 estão realmente interessadas em seu anúncio e dispostas a efetuar uma compra. O que significa que você teve 4.950.000 impressões que não geraram retorno para seu negócio. Logo, podemos chegar a uma única conclusão: criar e segmentar um público com base nas 50.000 pessoas que interagiram com seu Ads.

Seu anúncio trará maiores resultados, será mais direcionado e muito mais efetivo!

Uma dica que podemos dar é: não pense em falar com todos e sim com aqueles que se identificam com sua marca e sua mensagem.

Boas Práticas Criativas

O método base para qualquer anúncio criado no FaceAds é o “building for Feed”, em tradução livre, construindo para o Feed.

Lembra que falamos acima que, o Feed, é o centro das atenções de todos os usuários na plataforma?

Portanto, é importante alinhar com a parte criativa de sua empresa, para que todas as criações de anúncios, até mesmo conteúdo orgânico, sejam otimizadas para o feed de notícias do Facebook. Que sejam autênticos e que transmita de forma clara a mensagem que sua empresa deseja passar.

Essa ideia “building for Feed” é bem simples e funciona muito bem, uma vez que você tenha em mente que, seu objetivo é gerar conexões verdadeiras com sua audiência, gerando engajamento com a marca e fidelizando os usuários.

Por isso, a base para esta prática, é considerar a sua audiência como primordial. Conte histórias, divida conhecimentos, crie mensagens que serão entregues para as pessoas certas na hora certa. Além de tudo isso, crie também, uma boa peça visual que sirva como apoio e reflita a personalidade de sua empresa, incentivando a interação com suas publicações e anúncios.

Sabemos que é humanamente impossível criar conteúdos no qual seja engajante e significativo 365 dias por ano.

Por fim, lembre-se da regra 80/20 na hora de criar um Ads: sua imagem não pode conter mais que 20% de texto, caso contrário seu alcance será diminuído e, em alguns casos, seu anúncio reprovado.

Boas práticas de Planejamento

Nós do SendPulse sempre falamos sobre a importância do planejamento e do conteúdo humanizado para que suas campanhas sejam bem-sucedidas.

Antes de criar qualquer anúncio, criar o primeiro post orgânico, ou escrever um copy, é preciso planejar muito bem como será sua campanha e o que você espera dela. O primeiro passo é se perguntar: “quais são meus objetivos com o FaceAds e o que pode me ajudar a alcançá-los?”. 

Sem saber onde quer chegar, fica praticamente impossível encontrar a melhor forma de chegar a algum lugar.

Tendo essa resposta em mente, uma das principais maneiras de descobrir se você está no caminho certo é definir quais serão os indicadores chave de performance, ou KPI para os íntimos, que você deseja acompanhar.

Escolha KPIs que juntem o esforço diário em mídias digitais com acompanhamentos de médio e longo prazo. Um KPI bem definido tem o poder de oferecer insights interessantes, como por exemplo, descobrir qual o tipo de mídia gera mais engajamento – é vídeo? Imagem? – assim como descobrir onde acontecem mais conversões, qual o custo de um novo cliente vindo do Facebook e etc. .

Planejar significa também que você deve escolher e segmentar bem o seu público. Como falamos anteriormente, a segmentação de usuários é, e sempre será, uma parte importantíssima da sua estratégia no FaceAds.

Por fim, caso queira implementar todas essas dicas de FaceAds para as mídias sociais em sua empresa, entre em contato conosco do SendPulse e veja como podemos ajudar você a fazer campanhas cada vez melhores!

Gostou do artigo? Compartilhe nas redes sociais e com seus amigos, estamos aqui para ajudar a todos vocês!

[Всего: 0   Средний:  0/5]

15000 e-mails gratuitos todos os meses.