O QUE FAZER ANTES DE ENVIAR SEUS EMAILS

9 COISAS QUE VOCÊ DEVE VERIFICAR ANTES DE ENVIAR SEUS EMAILS

Checar todos os detalhes de uma campanha por e-mail marketing antes de enviar seus emails pode fazer toda a diferença nos resultados. A caixa de entrada das pessoas está cada vez mais cheia e, segundo um relatório publicado em 2016 pela Epsilon, a tendência atual para a taxa de abertura dos e-mails é de queda de 3,5% nos cliques.

Portanto, não há espaço para erros. E para te ajudar a tomar as medidas que irão maximizar os resultados, montamos uma checklist com 9 itens que podem ajudá-lo a melhorar o retorno da campanha. Veja nossas dicas a seguir:

1.Confira o Remetente:

Qual é a primeira coisa que qualquer pessoa confere quando recebe um e-mail? Segundo uma pesquisa da Chadwick Martin Bailey, 64% das pessoas considera o remetente – ou seja, o nome da empresa ou pessoa que envia a mensagem – a coisa mais importante na hora de decidir se irá abrir um e-mail ou não. Ao passo que, para 47% das pessoas, o texto da linha de assunto é segundo fator mais importante.

Isso significa que o nome usado no campo do remetente deve ser confiável e fácil de reconhecer. Normalmente, a melhor escolha é usar o nome da empresa. Apenas utilize o seu nome pessoal quando ele for mais famoso que sua própria marca – no caso de você ser um influenciador conhecido no mercado.

FT1

Já na linha de assunto, a recomendação é usar sempre um texto curto e específico, que descreva o conteúdo do e-mail com poucas palavras. Uma boa dica é usar caracteres especiais, números ou palavras de ação que chamem a atenção do assinante, mas sem apelar para frases caça-clique, como “você não pode deixar de ver isso” ou “essa promoção vai mudar sua vida”, que fazem mais mal do que bem.

Também é importante considerar o tamanho da pré-visualização da mensagem que aparece ao lado do campo de assunto. Essa frase precisa ser curta, para que não seja cortada por reticências e é importante não desperdiçar esse espaço repetindo o mesmo texto da linha de assunto.

Assunto do email

 

2. Simplifique sua Mensagem:

Em uma campanha por e-mail, a mensagem precisa ser curta e de fácil compreensão. Vá direto ao ponto e não tente colocar muitas informações em um único e-mail –– a menos que seja um resumo mensal dos negócios. De acordo com um estudo de caso feito pela Marketing Sherpa, a Hammock, uma empresa de marketing B2B, conseguiu aumentar em 48% sua taxa de abertura de e-mails apenas simplificando o conteúdo das mensagens.

A recomendação é de que o primeiro parágrafo deve sempre destacar todas as informações da campanha. E para verificar isso, basta reler as linhas iniciais da mensagem. É possível entender a intenção da campanha? Se a resposta for negativa, reescreva o texto.

3. Chame o cliente para agir!

Mais do que apenas informar o cliente, as campanhas por e-mail devem conter uma mensagem de convocação. Normalmente presente nos botões com hyperlinks, esses chamados carregam o único propósito do e-mail, que é a venda de um produto, evento ou serviço. Por isso, é importante que a mensagem nesse campo da campanha seja simples e convença o cliente a tomar a atitude de interagir.

Mas cuidado para não exagerar. E-mails com muitos botões trazem opções demais de ação e podem confundir o cliente. O ideal é manter apenas uma opção, afinal, segundo Ellie Mirman, vice-presidente de marketing da Toast, e-mails com apenas um apelo à ação têm um desempenho, em média, 371% melhor nos cliques e uma taxa de conversão de vendas 1617% maior.

 

Interaja com o cliente

Repare na quantidade de espaço em branco e na falta de um botão de ação

​Também é importante se preocupar com o tamanho do botão onde está o chamado para a ação. Ele é bom o suficiente para visualização em celulares? Nunca deixe de verificar isso.

4. Seja Preciso:

É possível revisar e editar textos que estejam no site da empresa ou no blog corporativo, mas em campanhas por e-mail, essa opção simplesmente não existe. Uma vez que se aperta o botão “enviar”, não há mais volta. Por isso, é preciso se preocupar muito com a revisão e a correção dos e-mails.

No caso de um modelo pronto, é primordial checar se campos de texto genérico, preenchidos com “Lorem Ipsum”, foram devidamente substituídos por informações da campanha. Também se deve checar a gramática, ortografia, datas e demais informações do texto. Além disso, não esqueça de checar se todos os hyperlinks estão funcionando. Afinal, de nada adianta enviar uma campanha fantástica se, na hora de clicar para acessar o produto, o cliente não encontra nenhum link.

5. Planeje para Múltiplas Telas:

Um estudo sobre a preferência de aparelhos utilizados pelos consumidores, organizado pela Movable Ink, revelou que 66% dos e-mails são abertos em dispositivos móveis (smartphone ou tablet). Portanto, todo conteúdo, seja texto, imagem ou vídeo, da campanha deve ser “mobile-first” –– ou seja, pensado, em primeiro lugar, para dispositivos móveis.

Na prática, isso significa que as imagens deve ter uma largura entre 450 a 650 pixels. Usar uma fonte padrão de tamanho que permita fácil leitura em todos os aparelhos também é importante. Certifique-se de verificar, ao menos, duas vezes a versão da mensagem sem formatação. Afinal, você não quer que seu e-mail fique assim:

Seja Preciso

6. Respeite as leis Telas:

Durante a elaboração da campanha, é importante pesquisar sobre as leis e regulamentos nacionais que determinam como a propaganda deve ser feita no seu setor. Antes de enviar o e-mail, tenha certeza de que a mensagem escrita não está violando nenhuma dessas normas.

A dica é evitar ao máximo linhas de assunto, mensagens ou nomes de remetente que não sejam verdadeiros. Além disso, sempre inclua no e-mail informações precisas de contato e localização. Isso ajuda a passar mais credibilidade para o cliente. Também não deixe de adicionar à campanha um link para o assinante se descadastrar da lista de e-mails. É preciso que ele sinta liberdade de escolha para continuar a receber as mensagens.

7. Saiba que horas enviar seu e-mail:

 Você sabe qual é o melhor dia e hora para enviar campanhas por e-mail? Segundo Nathan Ellerling, da Coschedule, existem dois dias da semana e dois horários que podem potencializar seus resultados. A partir de 10 estudos diferentes sobre marketing por e-mail, Nathan chegou às seguintes conclusões:

– Melhor dia para enviar e-mails: Terças-feira e quintas-feiras

– Melhor hora do dia para enviar e-mails: 10h e 11h

No entanto, isso ainda não é o ideal para cobrir o máximo possível da sua base de assinantes. As dicas acima são para ações gerais, mas é preciso considerar que cada cliente possui sua rotina diferente e checa seus e-mails em momentos distintos do dia.

Para atingir esse público de maneira mais completa, o SendPulse oferece um recurso automático em sua plataforma que reenvia a mensagem para os assinantes que não abriram o e-mails em diferentes horários e ainda com uma nova linha de assunto. Dessa forma, fica mais fácil enviar a campanha na hora exata e maximizar as taxas de abertura.

Além disso, não se esqueça de manter uma frequência boa nos e-mails, mas sem exageros. Segundo um relatório da Campaign Live, a empresa de fretes Net-a-Porter melhorou suas taxas de conversão apenas diminuindo o número de e-mails enviados por semana de 10 para apenas 2.

Enviar muitos e-mails irrita os assinantes, o que eleva os índices de descadastro e diminui a taxa de abertura. Por outro lado, enviar poucos e-mails torna a marca fraca, o que também diminui a conversão das campanhas. O ideal é manter uma frequência média, com um ou dois e-mails por semana.

8. Tenha um site bonito e funcional:

 Não adianta nada montar um e-mail fantástico, com texto e imagens adaptadas para dispositivos móveis, se a página de venda do produto também não for boa. O destino do link da campanha é o principal objetivo de tudo e é importante que a página do produto esteja pronta para converter vendas. Do contrário, planejar a campanha por e-mail seria apenas um grande desperdício de esforço.

Assim como no e-mail, se preocupe com o visual da sua página. Tenha um design que se adapte bem aos dispositivos móveis e facilite ao máximo as opções de ação que levam à compra do produto. A página de destino da campanha deve ser carregada rapidamente e precisa ter um visual envolvente.

9. Não esqueça de acompanhar os resultados:

 Realizar testes e ajustes é a forma mais eficaz de encontrar a melhor maneira de planejar uma campanha. Mas para que isso seja feito corretamente, é preciso medir os resultados passados e verificar o que está funcionando e o que precisa mudar.

Uma forma de facilitar essa análise é configurando o rastreamento para as métricas na plataforma do SendPulse. Dados de produtividade, taxa de abertura, clique e conversões podem ser verificados com facilidade e fazem toda a diferença na hora do planejamento. Esses números também são úteis para a comparação com outras empresas do setor, o que ajuda a identificar os espaços em que se pode melhorar.

Finalmente, chegamos ao fim da nossa checklist. E chegou a hora de enviar a campanha para os clientes! Você tem uma lista de verificação diferente feita especialmente para o seu negócio? Por favor, compartilhe com a gente nos comentários:

[Всего: 0   Средний:  0/5]

15000 e-mails gratuitos todos os meses.