Um Guia Sobre o Uso de Imagem no E-mail Marketing

Ao criar uma campanha de e-mail marketing, você já deve ter se perguntado sobre quando, quais ou quantas imagens usar. O uso de imagem no e-mail marketing é uma das maiores dúvidas de profissionais espalhados pelo mundo.

A comunicação foi muito visual ao longo da história da humanidade. O homem primitivo costumava pintar em cavernas, os primeiros governantes e monarcas eram imortalizados em pinturas, a televisão foi um sucesso desde o seu lançamento, redes sociais como o Instagram e o Pinterest – predominantemente visuais – são um sucesso para qualquer estratégia de marketing digital.

Portanto, podemos concluir que as imagens, se usadas da maneira correta, melhoram a experiência do usuário e facilitam o engajamento na mensagem. Claro que isso não significa que você deve necessariamente enviar e-mails com imagens, mas vale a pena dar uma olhada em alguns detalhes antes de programar o seu conteúdo.

O ideal é equilibrar entre textual e visual, seguindo a referência do mercado que aponta pelo menos 60% de texto e 40% de imagens. No entanto, há casos em que o uso de uma única imagem para toda a campanha traz benefícios para sua marca. Nada é absoluto, tudo é relativo.

 

Quer saber mais sobre o uso de imagem no e-mail marketing? Continue com a gente!

Quando Você Deve Usar Imagem no E-mail Marketing?

A maioria dos provedores de e-mail marketing (ESPs) exige que o usuário acesse todo o conteúdo de um envio para então calcular a Taxa de Abertura ao analisar as métricas. Ou seja, um e-mail só conta como aberto quando todo o seu conteúdo é aberto.

Por um lado, se todo o e-mail consistir em imagens, apenas o destinatário terá de descarregar todo o conteúdo para poder visualizá-lo na íntegra, gerando métricas e relatórios mais precisos. Além disso, a criação se torna mais fácil e rápida, especialmente se o processo for comparado ao design do zero em HTML. Além disso, quando você usa qualquer ferramenta de e-mail marketing e decide editar seu layout, muitos recursos são intuitivos, como por exemplo a opção “arrastar e soltar”, disponível no SendPulse.

Não tem certeza porque você deve incluir imagens em seu e-mail? Aqui estão três razões que fornecem as respostas que você está procurando.

  • Imagens chamam atenção

Quando um assinante abre um e-mail, ele é imediatamente atraído para uma imagem. Depois de olhar para a imagem, a linha do olho é desenhada para o texto próximo a ela. Dados comprovam que os recursos visuais aumentam a disposição de uma pessoa em ler um conteúdo em 80%. Em outras palavras, a combinação de imagens e texto fornece os melhores resultados para o seu email.

  • As pessoas anseiam por imagens

Quando os inscritos eram perguntados se preferiam imagens ou texto em seus e-mails, os resultados eram fortemente a favor das imagens. Sessenta e cinco por cento dos usuários preferem que os e-mails contenham principalmente imagens, em comparação com 35% que preferem texto, segundo o site americano The Marketing People.

  • Os visuais são fáceis de digerir

Os visuais são ótimas ferramentas de aprendizado, e é por isso que muitos professores incorporam figuras em suas aulas. Acontece que mais da metade de todos os americanos (65%) são aprendizes visuais. Ao selecionar a imagem certa para o seu e-mail, você pode ensinar aos inscritos algo sobre seu produto, serviço ou marca.

 

 

 

Os Prós e Contras de uma Campanha Totalmente Visual

Como qualquer estratégia de marketing, você deve avaliar os prós e contras para escolher a melhor alternativa para sua empresa.

Prós

  • Mais fácil e rápido de montar do que desenvolver em HTML;
  • Não requer conhecimento específico de design;
  • Você pode gerar relatórios mais precisos e melhores métricas;
  • Tanto o iPhone quanto o Gmail baixam a imagem automaticamente.

Contras

  • A maioria dos provedores de email bloqueia imagens por padrão;
  • O usuário leva um tempo maior para ver todo o e-mail;
  • As imagens não são responsivas, portanto, não são adequadas para celular;
  • É mais provável que seja filtrado e depois bloqueado pelo seu tamanho.

 

Então, Como Usar Imagem no E-mail Marketing?

O primeiro passo é simples. Faça uma análise através dos relatórios para descobrir onde os e-mails estão sendo abertos com mais frequência. Se a taxa mais alta estiver concentrada em servidores como o Outlook ou o Android, não recomendamos uma única imagem, pois ela seria bloqueada. Para aumentar as chances de abertura, você deve lembrar seu destinatário para desbloqueá-lo. Preste atenção nas interações com o destinatário.

Vamos supor que você escolheu usar apenas imagens. Se você tem um pouco de conhecimento de design ou tem uma ajuda profissional, não se esqueça de ajustar sua campanha com base em design responsivo para que seus e-mails também possam ser lidos em tablets e smartphones, além de computadores e notebooks. Veja mais sobre o mobile marketing clicando aqui.

Lembre-se que mais de 50% das taxas de abertura vêm de dispositivos móveis e que esta é uma tendência em ascensão!

Se você não tem conhecimento sobre o design, use um editor de imagens para criar uma campanha segura de email marketing. Dessa forma, você reduz as chances de sua mensagem ser denunciada como spam ou bloqueada por seu tamanho.

Veja mais:

Como evitar o bloqueio de imagens no e-mail marketing

 

Diferentes Tipos de Imagens Suportadas no E-mail Marketing

De acordo com os padrões internacionais, existem dezenas de formatos de arquivos gráficos e imagens, como JPEG, GIF, RAW, PNG, TIFF e muitos outros. Embora a maioria desses formatos seja usada para finalidades e aplicativos específicos, os 3 formatos comuns usados ​​predominantemente em e-mails são:

  • JPEG/JPG: Para mostrar fotografias que não exijam muitas especificações.
  • GIF: para mostrar qualquer animação ou para misturar elementos, que não usam muitas cores, em fundos.
  • PNG: quando você precisa que sua imagem se misture com a cor do plano de fundo.

 

Usando JPEG em e-mails

O acrônimo para Joint Photographic Experts. O formato de imagem JPEG (ou JPG), é usado para fotografias e ilustrações onde detalhes e formas complexas são importantes. A principal vantagem de um formato JPEG é que os dados visuais são compactados sem afetar muito a qualidade.

O JPEG é útil para apresentar uma imagem em tamanho de arquivo surpreendentemente baixo, o que reduz o custo geral de dados quando baixado para exibição em um e-mail. No entanto, as imagens JPEG são ruins para edição de fotos, pois a imagem de e-mail será ainda mais compactada ao salvar, destruindo alguns dados visuais.

Mesmo que o usuário final não consiga distinguir, é melhor NÃO comprometer a qualidade de alguns KBs de tamanho de arquivo. JPEG são imagens estáticas e não armazenam dados de transparência.

 

Usando GIF Animado em E-mails

Acrônimo de Graphics Interchange Format, o GIF foi conceituado para criar imagens com o tamanho do arquivo reduzido além do JPEG – introduzindo transparência. Ao tornar as seções indesejadas transparentes, os dados visuais dessa seção são descartados, tornando a imagem mais clara. E ao tornar diferentes camadas transparentes na duração de tempo pré-definida, você também pode acomodar quadros em cada camada para animá-los.

Você pode estar se perguntando “por que usar o JPEG quando o GIF pode reduzir ainda mais o tamanho do arquivo?”. Embora as seções indesejadas de uma imagem possam se tornar transparentes para reduzir o tamanho da imagem, ela introduz bordas irregulares nas seções em que a transparência foi introduzida. Além disso, o formato GIF é um formato de arquivo de 8 bits, o que significa que cada pixel contém canais de cores de 8 bits mostrando cumulativamente apenas 256 cores, enquanto JPEG tem formato de arquivo de 24 bits e suporta 16 milhões de cores.

 

Usando o PNG em e-mails

Acrônimo de ‘Portable Network Graphic’, o PNG é o cruzamento entre JPEG e GIF, já que suporta transparência enquanto suporta canais de cores 8, 24 e de 32 bits. O PNG-8 mostra faixas conforme visto no exemplo de e-mail GIF, mas o formato PNG-24 mostra um primeiro plano sem emendas contra um fundo preto.

 

O PNG é uma boa opção para transparência e arquivos menores sem perdas. Arquivos maiores, não muito, a menos que você exija imagens sem perdas. GIF é em grande parte uma novidade e só é útil para animação, mas pode produzir pequenas imagens de 8 bits. O JPG ainda é o rei de fotografias e imagens semelhantes a fotos na internet, mas tenha cuidado, pois seu arquivo pode degradar a cada gravação.

 

Conclusão

Para completar este post vamos dar a você uma dica final: compare os resultados! Essa é a única maneira de encontrar o melhor modelo para o seu negócio. Tudo tem seus prós e contras, mas há uma coisa certa: você precisa se comprometer com o alinhamento à técnica certa na hora de utilizar as imagens. Então vale a pena testar para descobrir.

Aprendeu tudo sobre o uso de imagem no e-mail marketing? Aproveite o recurso “arrastar e soltar” do SendPulse e construa mensagens com um layout atrativo para encantar seus destinatários!

[Всего: 0   Средний:  0/5]

15000 e-mails gratuitos todos os meses.