Marketing e vendas

Como Criar e Vender Infoprodutos Se Você Nunca Fez Isso

10 minutes

Como Criar e Vender Infoprodutos Se Você Nunca Fez Isso

Se você está sonhando em construir uma fonte de renda passiva, vender infoprodutos é um caminho para isso. Em comparação com produtos físicos, eles geralmente são mais fáceis de criar, promover e monetizar. Ou seja, se você estiver pronto para aprofundar suas habilidades de criação de conteúdo e colocar algumas novas ferramentas em sua caixa de ferramentas.

Neste post, você encontrará instruções práticas sobre como criar e vender produtos digitais. Também apresentaremos seis ideias de infoprodutos para proprietários de pequenas empresas e blogueiros e as ilustraremos com alguns exemplos do mundo real.

As vantagens de vender infoprodutos

Então, você está pronto para monetizar suas habilidades e conhecimentos. Você deve ir para o digital? Ou você deve se concentrar na criação de produtos tangíveis? A escolha nem sempre é óbvia.

Vamos fazer uma comparação lado a lado para ver por que criar um produto digital pode ser uma ideia melhor. Em seguida, discutiremos suas desvantagens e tiraremos uma conclusão.

Abrir uma padaria Vender um curso de confeitaria online
Visibilidade Geralmente local Não tem limites
Escalabilidade Gasta tempo e é caro Depende da plataforma que você usa, geralmente não tem limites
Demanda Diária Ocasiões especiais
Longevidade Vulnerável a flutuações do mercado imobiliário, regulamentos locais, fatores imprevistos Não é limitado se você constantemente paga pela hospedagem
Gastos Aluguel, salários, equipamentos, ingredientes, promoção, manutenção. Plataforma de cursos online, produção de vídeo, equipamentos, ferramentas de edição e marketing
Adaptabilidade A introdução de novos produtos requer testes, procura de novos fornecedores, compra de equipamentos e ingredientes adicionais, espera pelo feedback do cliente Fazer alterações no currículo do curso é relativamente fácil e você pode obter feedback imediato de seus alunos
Relação com os clientes Você não pode se comunicar com seus clientes fora de sua loja, a menos que eles o sigam deliberadamente nas redes sociais ou encontrem seus anúncios O envio de e-mails educativos e informativos, notificações e pesquisas faz parte do processo de ensino online

Uma das principais vantagens da venda de infoprodutos é que não há limite do quanto você pode ganhar com eles. Enquanto você continuar direcionando tráfego de qualidade para sua plataforma, haverá novos downloads e compras.

O formato digital facilita algumas coisas, mas não elimina completamente os problemas. Se você deseja entrar em um mercado estrangeiro, ainda precisará localizar seu produto e fazer uma pesquisa aprofundada para garantir que seja relevante para seu novo público-alvo.

Deseja promover seu produto e serviço?

Com a SendPulse, você pode atingir seu público-alvo enviando vários tipos de mensagens através do canal de comunicação que eles preferirem 一 campanhas de e-mail, notificações web push, SMS e chatbots para Whatsapp, Instagram, Facebook Messenger, ou Telegram.

Os produtos digitais precisam se destacar porque a concorrência está cada vez mais acirrada. Seu cliente em potencial sempre pode optar por continuar rolando e procurar uma opção melhor. Enquanto isso, uma padaria pode atrair alguns clientes simplesmente por causa de sua proximidade física com eles. Afinal, fazer mais alguns cliques é mais fácil do que andar mais alguns quarteirões.

Mas, no geral, é improvável que as pessoas peguem um ônibus todas as manhãs apenas para comprar um pão seu, não importa o quão artesanal seja ou o quanto você o promova. Se você está convencido de que sua ideia de negócio pode atrair um grande público, faz sentido se tornar digital.

No entanto, as coisas nem sempre são preto no branco.

Você pode vender produtos físicos e digitais para atingir um público mais amplo. Também é possível testar uma ideia de produto online antes de começar a produzi-la.

Como criar e vender um produto digital em 9 passos

Este guia é aplicável a qualquer nicho. Ele irá ajudá-lo a construir uma estrutura sólida para criar e lançar produtos digitais com sucesso vez após vez.

Defina seu público-alvo, objetivos e desafios

Pinte uma imagem realista de seu cliente em potencial. O ideal é que você crie uma buyer persona, uma descrição detalhada que inclua as seguintes informações sobre ela:

  • grupo de idade;
  • educação;
  • ocupação;
  • objetivos profissionais e pessoais;
  • pontos críticos;
  • orçamento;
  • hobbies;
  • quantidade de tempo livre;
  • mídia preferida;
  • líderes de opinião favoritos.

Aqui está um exemplo.

Um exemplo de buyer persona Fonte: SEMRush
Um exemplo de buyer persona Fonte: SEMRush

Ter uma descrição extensa do público-alvo à sua frente o ajudará a visualizá-lo melhor. Você poderá criar um produto que atenda às suas necessidades e gere demanda.

Faça uma pesquisa de mercado para ver o que já está disponível

Faça uma análise da concorrência e estude as tendências do setor para ver quais tipos de infoprodutos seus concorrentes vendem. Preste muita atenção em:

  • formatos de conteúdo;
  • posicionamento;
  • modelo de preços;
  • palavras-chave direcionadas;
  • público-chave;
  • estratégia de marketing;
  • tom de voz.

Arme-se com conhecimento antes de entrar na competição e não tenha medo de ver que alguém já está implementando ideias de infoprodutos semelhantes às suas. Esse tipo de pesquisa ajudará você a entender como apresentar seu produto e distanciá-lo de suas alternativas antes de chegar ao mercado.

Posicione seu produto digital

Crie uma proposta de venda exclusiva para o seu produto digital para torná-lo facilmente distinguível. O que é que você está fazendo de diferente? Coloque-o em uma frase rápida e use-o na comunicação da sua marca.

O posicionamento da marca define como seu público-alvo percebe sua oferta. Vamos dar uma olhada neste exemplo.

Exemplo de posicionamento de marca
Exemplo de posicionamento de marca

Mindwellness Counseling é uma organização que ajuda os pacientes a melhorar seu bem-estar físico, mental e emocional. Além das reuniões presenciais, eles também promovem seus produtos digitais, como e-books, aplicativos e podcasts.

Exemplo de posicionamento de um produto digital
Exemplo de posicionamento de um produto digital

Seu posicionamento de produto está perfeitamente alinhado com sua missão e valores, e é isso que incentiva os visitantes do site a baixá-los.

Escolha como você deseja entregar sua experiência

Nenhuma regra diz que seu produto digital sempre tem que ser um aplicativo móvel. Criar um aplicativo intuitivo e confiável requer muito trabalho, testes e interações. Enquanto isso, aplicativos feitos às pressas e com bugs apenas repelem os clientes, por isso é razoável considerar outras opções e se concentrar nas habilidades e recursos que você já possui.

Você pode decidir sobre qualquer formato que desejar, desde que possa ser promovido e vendido online. Aqui estão algumas ideias de tipos de infoprodutos:

  • e-book;
  • cursos online;
  • lookbook;
  • webinar;
  • guia;
  • livro de exercícios;
  • template;
  • comunidade exclusiva online;
  • newsletter;
  • coleção com curadoria;
  • pacote predefinido.

Daremos seis exemplos de produtos digitais inspiradores, então continue lendo.

Encontre um modelo de preços ideal

O preço do seu produto deve estar correlacionado com o seu posicionamento. Produtos acessíveis não podem ser comercializados da mesma forma que produtos de primeira linha e vice-versa. Seu preço deve refletir o valor do seu produto e quanto esforço você coloca nele, mas não deve assustar seus clientes em potencial.

Se você vende acesso a uma comunidade exclusiva, pense em escolher um modelo de preços baseado em assinatura para obter um fluxo de receita mais uniforme e continuar fornecendo valor aos seus clientes por meses.

Lançar um protótipo para coletar feedback

Envie a primeira versão do seu produto digital para seus amigos e colegas e pergunte o que eles pensam sobre isso. De maneira alternativa, você pode pagar freelancers para explorar e avaliar seu produto digital. Certifique-se de que não é muito cru porque você quer que eles vejam através dos olhos de seus clientes.

É assim que você descobre se seu preço está um pouco errado ou se sua embalagem não tem aparência profissional o suficiente. Você pode coletar opiniões iniciais e fazer as alterações necessárias antes do lançamento oficial.

Escolha os canais de marketing certos

Um tamanho único não serve para todos quando se trata de promover infoprodutos . Você precisa entender onde está seu público-alvo e se concentrar nesses canais. Pode ser útil criar algum tipo de auxílio visual para ver melhor quais mídias devem ser priorizadas.

 

Canais de marketing Fonte: Medium
Canais de marketing Fonte: Medium

Pense em como o seu funil de vendas ficará, quais canais poderão te trazer novos clientes e te ajudar a nutri-los. Geralmente, SEO, anúncios pagos e redes sociais são responsáveis por novo tráfego, enquanto o e-mail é mais usado para a nutrição de leads.

Deseja ganhar mais engajamento?

Envie até 15.000 e-mails personalizados gratuitos para 500 assinantes todo mês.

Lançar fazendo barulho

Certifique-se que seu lançamento de produto digital não passe despercebido, aquecendo seu público e tornando sua conversação do seu site amigável. Aqui está o que você precisa:

  1. Crie uma landing page de boas vindas.
  2. Adicione um cronômetro.
  3. Envie e-mails de pré-lançamento.
  4. Ofereça pequenas vantagens e descontos.
  5. Faça com que o cliente entre em contato facilmente com você.
  6. Crie um chatbot para redes sociais para estar disponível 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  7. Adicione uma seção de perguntas frequentes e prova social para ajudar a converter novos visitantes.

Escute, monitore e melhore

Colete feedback de clientes antecipadamente para fazer ajustes e melhorias adicionais depois do lançamento e retenha mais clientes. Enviar e-mails com pesquisas é uma boa maneira de fazer isso.

Você também precisa criar KPIs para monitorar o sucesso dos seus produtos digitais. Isso irá depender muito do seu nicho, mas aqui estão as métricas mais comuns:

  • receita recorrente mensal 一 quanto você ganha desse produto por mês;
  • receita média por usuário 一 quanto dinheiro uma média de clientes traz para você;
  • custo de aquisição do cliente 一 quanto dinheiro você gasta para ganhar um único cliente;
  • índice de retenção 一 quantos clientes recorrentes você tem;
  • taxa de rotatividade 一 quantos clientes, eventualmente, abandonam seu produto.

Não importa o que você vende, você pode monitorar seus negócios em um simples CRM para ter uma visão geral.

6 exemplos de infoprodutos de alta demanda que você pode começar a vender

Só para deixar claro, nós não estamos falando sobre lançar o próximo Facebook aqui. Discutiremos o que são infoprodutos digitais da vida real que qualquer criador ou dono de um pequeno negócio pode implementar e ganhar lucro.

Cursos online

Você pode criar e vender sob demanda eventos, aulas, webinars, ou sessões de coaching ao vivo. Qualquer produto educacional gravado previamente pode te trazer, potencialmente, renda passiva confiável e te ajuda a estabilizar sua liderança em ideias.

Aqui está um exemplo simples, mas inspirador, de Ming-Fung, um fonoaudiólogo baseado em Jacarta. Aqui está uma landing page útil para vender cursos online, adesões comunitárias , sessões privadas, e outros materiais.s

An online course page example

Essa página tem muitos storytellings pessoais e provas sociais, o que certamente ajudará os visitantes a desenvolver confiança e interesse nesta oferta. Esse exemplo também mostra como você pode vender cursos online em pacotes ou até combiná-los com outros tipos de infoprodutos.

Adesões comunitárias on-line

Se o gerenciamento de comunidade for seu ponto forte, considere criar um grupo online onde você compartilhará conteúdo educacional, facilitará o networking ou fornecerá entretenimento, dependendo de sua especialidade. Você pode vender associações e gradualmente construir uma base de clientes dedicada.

Dê uma olhada neste espaço online onde as mulheres podem aprender a investir e gerenciar suas finanças.

An online community membership example

Este é um recurso fantástico com vários infoprodutos, de associações a e-books e modelos. Todos os produtos estão interligados e formam um ambiente inspirador que também é surpreendentemente acessível — tentar recriar uma comunidade semelhante offline custaria uma fortuna.

E-book

Se você quer começar pequeno, despeje seu conhecimento em um livro digital que você pode vender facilmente ou usar como isca. No segmento de e-books, espera-se que o número de leitores chegue a 1.2 bilhão até 2026, portanto, essa tendência está longe de desacelerar.

Você pode publicar o mesmo livro digital e tradicionalmente para dar ao seu público a opção de escolher entre uma versão assinada exclusiva e uma versão mais acessível e leve. É isso que o chef, conhecido no YouTube, Wil Yeung faz.

O livro na versão digital e física
O livro na versão digital e física

Na seção “Você também pode gostar” abaixo, o usuário vê mais de seus produtos digitais e físicos. Este criador também oferece suas masterclasses online para venda no mesmo site, transformando-o em um balcão único para cozinheiros domésticos.

Aplicativo

Criar um aplicativo é a escolha mais óbvia, mas também a mais trabalhosa. Esse tipo de produto digital requer a contratação de desenvolvedores, especialistas em controle de qualidade, designers e especialistas em vendas e marketing. Mas ainda é possível alcançar muito, mesmo quando seus recursos são limitados.

Vamos pegar como exemplo o aplicativo Seedlang de produto digital de sucesso. É um aplicativo de aprendizado de idiomas feito por uma pequena equipe de criadores do YouTube e aficionados de idiomas estrangeiros.

Um aplicativo é um produto digital
Um aplicativo é um produto digital

O aplicativo possui posicionamento exclusivo, recursos originais, interface intuitiva e opções de personalização. Este exemplo prova que sempre há uma chance de se destacar em um mercado saturado se seu produto for bom e único o suficiente, e não importa se você tem um escritório brilhante ou não.

Pacote com curadoria

Se você criou uma coleção de modelos, filtros ou folhas de consulta úteis, por que não compartilhá-los e monetizá-los? Crie uma boa embalagem para o seu produto digital e coloque-o à venda. Como alternativa, você pode oferecer aos visitantes do seu site a criação de um conjunto personalizado.
Muitos influenciadores do Instagram usam essa prática para monetizar suas habilidades de edição.

Um pacote com curadoria é um produto digital
Um pacote com curadoria é um produto digital

Claro, sempre existe o risco de que seu produto apareça, mais tarde, em torrents ou fóruns de nicho, gratuitamente. Mas, também, há uma chance de você atrair um público engajado e transformá-lo em seus fãs, entregando produtos selecionados que ninguém mais oferece.

Podcast

Você provavelmente está acostumado com a ideia de que podcasts geralmente são gratuitos e que a única maneira de monetizá-los é por meio de anúncios. Mas há outra maneira de transformá-los em infoprodutos lucrativos.
Você pode usar uma plataforma como o Patreon para publicar seus podcasts e ser pago diretamente pelo seu público-alvo, sem ter que lidar com redes e anunciantes.

O Patreon é uma forma de lucrar com podcasts
O Patreon é uma forma de lucrar com podcasts

Tecnicamente, você venderá associações, mas seu principal produto será seu podcast. O Patreon também oferece ótimas ferramentas de gerenciamento de comunidade, para que você também possa conversar e interagir com seu público.

Nós temos algo para você

Estamos prestes a lançar nosso criador de cursos online — inscreva-se para acesso antecipado! Assim que for lançado, você poderá criar cursos on-line em nosso editor fácil de arrastar e soltar e receber pagamentos sem problemas.

Interaja com seus alunos, avalie seus conhecimentos e emita certificados de conclusão. A plataforma permite que você transforme seus ativos existentes em aulas envolventes em minutos. Oferecemos um kit de ferramentas completo para criar infoprodutos educacionais e promovê-los — experimente!

 

 

Posts por categoria