5 ETAPAS PARA LUCRAR MAIS COM E-MAILS

APRENDA 5 ETAPAS PARA LUCRAR MAIS COM SEUS E-MAILS

Te ensinaremos agora, algumas etapas para lucrar mais com suas campanhas de email.
Segundo o Email Marketing Industry Census de 2016, 73% das empresas dizem que as campanhas por e-mail são a opção de marketing que apresenta as melhores taxas de retorno por investimento. Mesmo assim, elas recebem apenas 15% do orçamento médio destinado ao marketing de uma empresa.

Já outra pesquisa, realizada pela Digital Marketing Association, mostra que as campanhas por e-mail têm uma taxa média de retorno sobre investimento de US$ 122 para cada dólar investido. O número impressiona pelo resultado positivo, mas não surpreende, afinal, uma vez que a empresa tenha uma lista longa de e-mails de potenciais clientes, enviar mensagens para essas milhares de pessoas não custa quase nada.

Confira neste artigo nossas orientações para construir uma boa campanha e lucrar mais com e-mails.

ETAPA 1: Configure um funil para sua lista

De acordo com a Econsultancy, para cada dólar investido na conversão de vendas, as empresas gastam, em média, US$ 92 com ações para adquirir novos clientes. Por isso, é importante configurar um bom funil que selecione apenas os clientes com reais chances de conversão para a lista que será usada nas campanhas por e-mail.

Uma boa maneira de construir esse “funil” é com uma série de itens agrupados, como uma landing page, conteúdos de interesse, páginas de confirmação, respostas automáticas, entre outras ações. Veja abaixo os detalhes de cada um desses itens:

landing page

– Landing page:

Landing pages são páginas criadas especificamente para converter vistantes em potenciais clientes. Para isso, elas utilizam um visual simples, que traz as informações principais do produto e opções de cadastro, como formulários. Aqui está um exemplo: o design dessas páginas deve ser simples. Note na imagem acima como ela não tem distrações, como menu de navegação ou barras laterais. Também evite colocar mais de um produto ou oferta em uma mesma landing page. Esse tipo de prática reduz os resultados em até 266%, por isso, é importante manter essas páginas curtas e fáceis de compreender.

Experimente utilizar imagens e vídeos como recursos para capturar a atenção dos visitantes. De acordo com a Eye View Digital, vídeos podem aumentar a taxa de conversão em até 86%. E não tenha medo de abusar das landing pages, pois sites com mais de 30 landing pages tem sete vezes mais inscrições do que sites com menos de 10.

– Ímã de leads:

A maioria dos formulários de inscrição simplesmente diz aos visitantes para se inscreverem em uma newsletter. O problema é que grande parte dos visitantes simplesmente não vê valor nesse tipo de oferta.

Melhor que mostrar a inscrição apenas para uma newsletter é colocar ao lado do formulário conteúdos que atrairão o visitante como imã. Alguns exemplos são vídeos de tutorial, guias detalhados, checklist de informações do produto, entre outras opções. Um dica útil para empresas de e-commerce é usar descontos especiais ou até frete grátis como incentivo para inscrição.

Outra boa opção são as ferramentas que as redes sociais oferecem para isso. A empresa Digital Marketer, por exemplo, conseguiu gerar mais de 35 mil inscrições em 60 dias utilizando o template do Facebook Ad como imã de leads.

– Serviço de e-mail:

Usar um serviço de e-mail facilita muito o planejamento da campanha. A plataforma do SendPulse oferece uma série de modelos prontos para gerenciamento de listas. Além disso, a ferramenta também traz uma série de opções para testes que geram relatórios de desempenho para acompanhar os resultados. Serviços como o SendPulse permitem que o profissional se concentre apenas em elaborar sua mensagem e esqueça dos detalhes técnicos.

Teste a sua campanha no SendPulse . É totalmente gratuito para os primeiros 2.500 assinantes ou até 15.000 e-mails enviados por mês.

– Formulários detalhados:

É possível aumentar em até 83,7% da taxa de conversão apenas adicionando três linhas com informações detalhadas sobre o tipo de conteúdo que os inscritos eram receber. Também é importante remover os campos desnecessários do formulário, pois a exclusão dos exageros pode melhorar em até 11% os resultados. Cores atraentes e design elegante e simples também são detalhes importantes. Veja aqui um bom exemplo:

– Mensagem de confirmação:

Depois que o visitante fornece seu e-mail para a empresa, é importante que ele seja direcionado para uma página de confirmação. Esse local é importante para garantir ao visitante que ele irá receber as mensagem e incentivá-lo a confirmar a sua assinatura.

Essa prática é conhecida como Double Opt-in e melhora a qualidade da sua lista de e-mails, pois diminui as chances de um visitante continuar na lista, caso tenha se inscrito por engano.

– Autoresponder:

“Autoresponder” é uma opção presente em plataformas como o SendPulse utilizadas para enviar um e-mail (ou uma série de e-mails) automaticamente quando um visitante conclui o processo de assinatura. Essas mensagens automáticas informam ao visitante quais são as próximas etapas da inscrição ou como ele faz para conseguir a recompensa, no caso de promoções.

Essa ferramenta é importante para a construção de um relacionamento de longo prazo com os clientes, pois dá uma impressão acolhedora ao cliente.

ETAPA 2: Busque uma audiência especializada

redes sociais
Algumas técnicas podem ser utilizadas em um site para melhorar o tráfego. Por exemplo, otimizar o conteúdo do site para o ranking de pesquisa em buscadores, como o Google. 93% de todas as experiências online começam em sites de pesquisa, portanto, é importante garantir que as palavras escolhidas para descrever o serviço oferecido pela empresa são as melhores –– na dúvida, procure pelo líder do negócio e peça ajuda para escolher as palavras-chave.

A importância da otimização para buscas é tanta que, durante uma sessão de perguntas e respostas ao vivo, Andrey Lipattsev, estrategista sênior de qualidade de busca do Google, disse que o conteúdo e os links são os dois mais importantes sinais de classificação. Por isso, criar conteúdo de qualidade em torno de suas palavras-chave e fornecer links relevantes resultará em um fluxo constante de visitantes orgânicos.

– Anúncios de pagamento por clique:

Anúncios de pagamento por clique incluem anúncios que aparecem nos resultados de pesquisa feitas em buscadores como o Google, ou até mesmo banners em outro site. Nessas duas situações, a empresa só paga pelo anúncio quando ele é clicado pelo visitante. No Adwords, do Google, o custo médio por clique é de US$ 2,43 para anúncios mostrados como resultado de pesquisa e US$ 0,58 para links ou banner exibidos em outros sites.

Como dá para notar, os anúncios em banner são bastante baratos, mas o tráfego proveniente deles é, normalmente, de baixa qualidade. Afinal, o visitante não estava, necessariamente, buscando por aquele serviço ou produto. Nesses casos, o planejamento da mensagem e da imagem utilizada por ajudar na segmentação e, consequente, exclusão dos visitantes que não têm potencial para ser tornarem clientes.

Essa mesma diferença de preço e resultados também é encontrada nas ferramentas de anúncios de outros sites, como, por exemplo, o Facebook Ads.

– Tráfego de mídia social:

A empresa de e-commerce Shopify já revelou que o Facebook é sua maior fonte de tráfego social. Além disso, os visitantes do Facebook também apresentam a maior taxa de conversão do negócio. Portanto, não se esqueça das redes sociais em sua estratégia, elas são uma poderosa opção e podem tocar diretamente as pessoas.

ETAPA 3: Converta visitantes em assinantes

De acordo com pesquisa da Marketing Experiments, apenas 52% das empresas tentam encontrar maneiras de melhorar suas taxas de conversão de visitantes em assinantes. É importante sempre buscar estratégias para melhorar os resultados, e alguns detalhes técnicos do site podem influenciar diretamente nesse processo, como o tempo de carregamento do site, o uso de design responsivo para dispositivos móveis e a produção de conteúdo de qualidade.

– Brindes

Uma das táticas mais antigas, mas que ainda funciona, é o oferecimento de brindes aos novos assinantes. Bryan Harris, da Videofruit, disse uma vez ter conseguido mais de 2,2 mil assinantes em menos de uma semana apenas com a oferta de um brinde.

As empresas precisam dar algo de valor gratuitamente se quiserem que seus clientes compartilhem detalhes de contato, como o e-mail pessoal. Pode ser um desconto exclusivo, um curso livre, ou qualquer outra coisa. É um investimento que se faz apenas uma vez, mas que fornece um retorno estrondoso.

– Conteúdo de qualidade:

Brian Dean, especialista em marketing digital e empreendedor por trás da Backlinko.com, disse que conteúdo de boa qualidade pode aumentar o número de assinantes em até 785%.

Segundo ele, a técnica é bem simples. Funciona assim: Primeiro, crie uma grande peça de conteúdo (ou reúna seus melhores posts ou páginas em um pacote único). Em seguida, crie um recurso que irá tornar mais fácil para os visitantes interagir com essas informações. Podem ser vídeos de passo-a-passo, uma lista com os detalhes ou uma simples tabela. Por fim, ofereça esses recursos como um bônus para seus assinantes.

– Pop-up e mensagens de boas-vindas:

Pop-ups com mensagens de boas-vindas podem ser irritantes, mas são bastante eficazes para melhorar a taxa de conversão em até 70%. Aqui está um exemplo de como fazer isso:

Welcome

ETAPA 4: Conquiste a confiança do cliente

De acordo com a Sales Force, são necessários de 6 a 8 interações com uma pessoa para convertê-la em um cliente. Apenas obter o endereço de e-mail não significa que a empresa já pode começar a enviar promoções de produtos uma atrás da outra. Antes, é preciso construir uma relação de confiança e relacionamento entre empresa e cliente. E a melhor maneira de fazer isso é se tornar uma fonte de informações úteis de alta qualidade.

Realizamos uma pesquisa com os usuários da SendPulse para saber que tipo de conteúdo os assinantes querem. Ofertas especiais com descontos ficaram em primeiro lugar (53%), mas, logo em seguida, estava o fornecimento de conteúdo útil (30%). Ou seja, seu assinante quer aprender mais sobre o produto, e é a sua empresa quem deve atuar nesse processo. Enquanto um assinante ainda não está pronto para comprar, ele precisa receber informações de alta qualidade para mantê-lo envolvido. Veja a seguir alguns exemplos de como fazer isso:

– Texto novo no blog:

Você acabou de publicar um novo post no blog da empresa? Por que não enviar um e-mail curto que faça seus assinantes se interessarem em lê-lo? Acionar sua base de clientes é sempre bom, mas saiba que é preciso ter um artigo de alta qualidade para isso.

– E-mails educacionais e informativos:

Existe alguma nova pesquisa ou estudo de caso que traz informações novas sobre o mercado do seu produto? Compartilhe esse estudo com seus clientes!

– Guias de passo-a-passo e vídeos:

Crie um guia com imagens ilustrativas ou um vídeo educacional sobre seu produto e compartilhe com seus assinantes. Outra opção é fazer um seminário online sobre o tema, também conhecido como “webinar”.

ETAPA  5: Converta sua lista de e-mails em lucro

Existem muitas opções para uma empresa acionar sua lista de e-mails na intenção de ter lucro imediato. Lojas de e-commerce podem enviar descontos especiais e promoções por e-mail para obter vendas rápidas. Já empresas locais podem anunciar liquidações ou até mesmo enviar vouchers de desconto para compras no local.

– Segmentação:

Anúncios segmentados podem ser duas vezes mais eficazes do que aqueles planejados sem nenhum tipo de filtro. Os assinantes têm perfis diferentes entre si, que variam de acordo com a faixa etária, a renda, seus locais de origem e gênero. Tentar convencer todos a comprar um produto com uma mesma mensagem não é uma ideia inteligente. Por isso, utilize ferramentas, como o SendPulse, que permitem enviar e-mails exclusivos para cada perfil de assinante.

– Nunca pare de testar:

Uma vez, o Google testou 41 tons de azul em seu logo para ver qual das cores tinha o maior número de cliques. Esse experimento, embora pareça exagerado, demonstra bem a importância de sempre realizar testes de desempenho em suas campanhas por e-mail.

Experimente novos formatos, variações de mensagens e designs diferentes. Quase todo serviço de e-mail marketing oferece ferramentas para testes, e no SendPulse é possível organizar esse tipo de avaliação junto do Google Analytics, uma das ferramentas mais poderosas para análise de dados.

Finalmente, acabamos a nossa lista com várias dicas para você lucrar ao máximo com sua lista de assinantes. Tente não ignorar nenhum dos fatores citados acima, eles realmente podem fazer a diferença no seu negócio. E se você começou a aplicar alguma dessas dicas no marketing da sua empresa, por favor, comente a seguir!

[Всего: 1   Средний:  1/5]

15000 e-mails gratuitos todos os meses.