5 erros que estão matando a sua estratégia de marketing digital

e-mail marketingEstratégia de marketing digitalMarketing Digital

 

Nós já dissemos aqui sobre a importância de uma estratégia de marketing digital bem estruturada. Com ela, certamente acontece o aumento no número de leads, conversões e, consequentemente, de vendas. Isso não é por acaso, para ter clientes, é preciso atrair não apenas visitantes, mas sim visitantes qualificados, o que acontece somente com um planejamento bem pensado e ações bem executadas.

Vamos exemplificar. Imagine uma loja de eletrodomésticos muito bem decorada e atraente, porém em uma rua onde passam apenas pessoas interessadas em sapatos. Provavelmente esta loja receberia muitas visitas, mas venderia para pouquíssimas pessoas. Este problema seria facilmente resolvido com uma pesquisa prévia de melhores locais a se instalar.

Assim como o dono dessa loja você tem uma estratégia, mas não enxerga resultados? Vamos listar 5 erros que podem estar atrapalhando sua eficiência.

 

1. Não criar buyer personas

você desenvolve uma ótima estratégia de marketing digital, seu produto é excelente, você cria ótimos conteúdos, mas ainda não consegue converter? Você pode estar atingindo as pessoas erradas.

Não conhecer o público-alvo é um dos principais motivos para o insucesso da estratégia, por isso é o primeiro erro que citamos na nossa lista. Se você não traçar um perfil de potenciais clientes do seu negócio, ficará perdido durante o processo. É preciso saber o que elas fazem no dia a dia, quais suas preferências, quais os problemas que enfrentam e como sua empresa poderia ajudar. Se possível, ganhe intimidade, escolha um nome e até imagine um rosto para a sua persona.

O propósito da criação de buyer personas tem o objetivo de orientar  produção de conteúdo, a linguagem a ser utilizada, quais os canais de comunicação em que sua empresa vai atuar e as soluções oferecidas. Por isso, é importante que seja definida ainda na fase de planejamento.

Algumas perguntas podem ajudar na criação desse cliente ideal fictício:

  • Qual a nome, idade e escolaridade?
  • O que gosta de fazer no dia a dia?
  • Qual a profissão e o cargo que ocupa?
  • Quais seus objetivos profissionais?
  • Que desafios e obstáculos enfrenta para alcançar esses objetivos?
  • Como minha empresa pode ajudar a alcançar esses objetivos?

Com essas respostas, fica muito mais fácil planejar suas ações e ter sucesso na sua estratégia.

 

2. Ignorar as palavras-chave em sua estratégia de marketing digital

Uma das mais poderosas ferramentas para uma boa estratégia de marketing digital é o SEO. Otimizando o seu site para que seja encontrado pelo Google, além de destaque nos resultados de buscas, sua empresa ganha autoridade frente aos concorrentes.

Mas como ser bem rankeado nos mecanismos de busca? O caminho é simples: através das palavras-chave. Elas informam aos mecanismos de busca qual o principal assunto do conteúdo e ajudam na identificação. Dessa forma, quando um usuário digita o termo no buscador, se sua palavra-chave estiver bem escolhida, as chances de você aparecer entre os primeiros é bem grande.

Temos uma dica para você trabalhar as palavras-chave:

Nossa dica é utilizá-las da seguinte maneira:

  • No título e, em pelo menos, um intertítulo;
  • Ao longo do texto, sem exagero na quantidade;
  • Nas imagens: no nome do arquivo e no texto alternativo (tag alt);
  • Na meta description, texto descritivo que aparece nos resultados da busca;
  • Na URL da página.

 

3. Usar Calls To Action (CTAs) pouco atrativas

Você não quer que o usuário entre no seu blog, leia e vá embora não é? Posso apostar que a intenção é que ele permaneça e conheça mais sobre o seu negócio, seja por meio de outros textos, fazendo um download ou, no melhor dos cenários, realizando uma compra.

Para isso, o segredo é caprichar nos CTAs. O Call to Action é, literalmente, uma chamada para ação, em forma de textos, links, banners ou botões, com um comando para o visitante realizar a ação que você deseja.

Caso não saiba como formular os seus CTAs, aqui vão algumas dicas:

  • Explore o contraste de cores entre o botão e o fundo da página;
  • Use um tamanho adequado para que não passe despercebido, mas também não pareça gritante;
  • Utilize imagens ou ícones para reforçar a ação sugerida;
  • Evite distrações na página e em volta do botão, isso pode tirar o foco da chamada;
  • Utilize verbos claros e objetivos;
  • Seja específico e indique apenas uma ação na chamada.

 

4. Abandonar o e-mail marketing

Definitivamente o e-mail não morreu. As pessoas ainda utilizam muito o e-mail, principalmente para uso comercial. Campanhas de e-mail marketing apresentam ótimos resultados em estratégias de marketing digital.

O e-mail marketing apresenta ótimas taxas de conversão e de retorno sobre o investimento (ROI). Isso mostra também que sua empresa não pode deixar de lado essa ferramenta para a geração de leads.

Uma estratégia de e-mail marketing engloba diferentes tipos de envios, entre eles newsletters, e-mails promocionais e transacionais. Pode ser usada em todas as etapas do funil, respeitando o momento da jornada de cada lead.

Para que seja eficaz, algumas boas práticas devem ser adotadas:

  • Nunca compre listas prontas, invista em criar sua própria base de contatos;
  • Envie e-mail apenas a quem deu permissão para isso;
  • Ofereça uma opção de descadastro visível;
  • Crie um título atrativo e que apresente o que realmente está no conteúdo;
  • Evite palavras e expressões típicas de spam, como “grátis”, “clique aqui”, “a partir de”;
  • Segmente os envios de acordo com perfil, interesses, comportamentos;
  • Personalize a mensagem com o nome do usuário e ofertas específicas para ele;
  • Insira botões de redes sociais e compartilhamento;
  • Crie um layout responsivo, fácil de ser lido em qualquer dispositivo;

 

5. Não investir em automação de marketing

Para uma boa estratégia de marketing digital é importante ter um funil de vendas e uma nutrição dos leads. Porém muitas vezes esse processo pode ser complicado e precisa de ferramentas que automatizem e facilitem o trabalho, já que são criadas várias segmentações e diferentes conteúdos para cada uma delas.

Um dos maiores erros dos profissionais é acreditar que o e-mail marketing pode ser enviado manualmente, sem o auxílio de uma plataforma de automação. Esse pensamento acaba fazendo com que a equipe perca muito mais tempo e não direcione o conteúdo adequado para cada estágio do funil.

Veja só os benefícios de investir em uma ferramenta de automação de marketing:

  • Identifica o estágio que cada lead está no funil de vendas;
  • Automatiza os envios de acordo com o comportamento dos usuários;
  • Determina os conteúdos para cada estágio de compra ou perfil de público;
  • Administra os envios de e-mails e contatos de cada lead;
  • Visualiza relatórios de desempenho em geração e nutrição de leads e em conversões.

 

Consegue identificar os erros que você está cometendo em sua estratégia? Fique atento para corrigi-los e acompanhe os resultados.

 

Aproveite para conferir os outros artigos do nosso blog e descubra como tornar seu negócio cada vez mais lucrativo.

Quer unir todo o relacionamento com seus clientes em uma só plataforma, intuitiva e bastante prática? Inscreva-se e faça o seu teste aqui na Sendpulse!

[Всего: 0   Средний:  0/5]

15000 e-mails gratuitos todos os meses.