3 ideias de automações para vender mais sem aumentar seu time

ideias de automações para vender

Falar, hoje em dia, que as empresas precisam se automatizar e implementar sistemas que deem conta de RH, clientes e comunicação, é chover no molhado. Simplesmente, sem investimento operacional, a coisa não anda. Por isso, apostar em automações para vender mais é uma ideia importante.

Mas, como toda revolução tem seus benefícios e problemas, com a tecnologia da informação e a inteligência artificial não poderia ser diferente. Até porque estamos tratando de mercado, onde as empresas disputam acirradamente o troféu de melhor produto.

Automatizar os processos dentro de uma empresa é investir no aprimoramento e otimização das etapas referentes ao fluxo de trabalho, usando a tecnologia mais apropriada ao objetivo da companhia.

Com o aumento das demandas da empresa, a complexidade maior exige integrar processos, acelerar funções e etapas, visando cortar burocracia e tarefas inúteis.

Fazendo a substituição da parte manual e “corre-corre” por sistemas direcionados, a eficiência e produtividade aumentam razoavelmente.

Aposte na automação para decolar

Além de acelerar as operações e processos, a automação permite melhora na produtividade e comunicabilidade das equipes, com acentuada melhora de gestão do tempo, pois as rotinas de trabalham passam a interoperar dinamicamente.

Claro, tudo depende da abordagem estratégica adotada por todos, com treinamento e empenho, mas a tecnologia vem prontinha para todos operarem facilmente. Aliás, interface amigável é uma das palavras-chave.

Não só os funcionários desfrutam de melhorias nas condições de trabalho e produção, mas a conversão tende a fluir melhor.

Como funciona a automação de processos?

Setores, colaboradores, sistemas, clientes e produtos. Nada disso deveria deixar de ser contemplado em algum momento pelo sistema. Para cada setor, existem um ou mais softwares possíveis – e para cada elo da corrente, é possível haver um sistema que os englobe em uma plataforma.

Mas, seja centralizado ou descentralizado, o que importa são os resultados que a programação e a automação trarão para a empresa.

A automação de processos utiliza alta tecnologia para fazer uma empresa funcionar sistematicamente, com processamento de dados beneficiando controles e processos operacionais diários. O sistema regula a automação de tudo o que for possível para liberar o esforço humano para as tarefas cabíveis.

Quanto melhor o sistema, menor será a intervenção humana, apenas cabendo algumas calibragens da automação de tempos em tempos.

Uma consulta de estoque é um exemplo comum de automação. A emissão de recibos e envio é outro. Outro tipo de automação que está “na moda” é o rastreamento da entrega do produto. Independente da forma de envio, o item é seguido e o andamento é monitorado e informado ao cliente. Tudo visando feedbacks positivos e dados que servirão para avaliação e evolução do próprio sistema.

Outro setor comumente automatizado é a ouvidoria das empresas. Um setor que deve ser gerenciado com grande responsabilidade, pois trata diretamente da satisfação dos clientes – e é onde as fraquezas da empresa ficarão expostas.

A automação cuida de detalhes como o encaminhamento de ocorrências, medição de satisfação, conteúdo das reclamações, índices diversos e análises que levam a implementações.

E o que tem de bom acontecendo?

Agora que mostramos uns tipos básicos de automação de processos, vamos falar das ferramentas que são responsáveis pelo aumento das vendas de uma empresa sem apostar diretamente em contratação.

Dependendo onde e para quê, um sistema automatizado pode dar conta do trabalho de muita gente – e também possibilitar que os colaboradores vendam muito melhor.

Imagine que você feche uma venda e não esteja equipado com um aparelho que responda uma pergunta simples, como a disponibilidade do produto e prazo de entrega. Ou, então, algum detalhe técnico que faltou estudar. Todo vendedor já enfrentou algum drama dessa categoria.

Pois bem, hoje não há produto sem um sistema que forneça apoio – e é esse cuidado de fazer tudo fluir que o sistema pode dar ao profissional. A sensação de insegurança é trocada por aquela suave sensação de que “a venda se fez sozinha”. Quando a gente sabe o que está fazendo, parece que tudo ajuda.

A automação focada em vendas cuida de conceitos específicos, como cadeias de prospecção, que são sequências de atividades organizadas para obter contato com o lead. Alguns aspectos do lead são levados em conta, e então uma estratégia de contato é traçada. Tudo isso é organizado pelo sistema!

Alguns estudos concluíram que vendedores gastam apenas um terço do tempo vendendo de fato. O restante do tempo, gastam com tarefas administrativas e atualizando o próprio cadastro. A filtragem e segmentação de tarefas organizadas em um sistema completo é a melhor saída.

Tarefas como qualificar o prospect, entender a jornada de compra do cliente e saber o momento de oferecer, por exemplo, são parte do conjunto de fatores que a automação pode influenciar positivamente, com suas ferramentas.

Além das tarefas fundamentais dos sistemas em questão, vamos revelar algumas dicas para que se possa ter uma boa experiência e adaptação ao sistema.

Automações para vender mais

Vamos acompanhar 3 etapas importantes que podem ajudar você a vender mais e, também, 3 ideias de automações para que você possa sentir o poder que o setor de vendas deve alcançar.

1. Avalie seu atual processo de vendas / Chatbots

Para obter o melhor desempenho num sistema de automação de vendas, é bom dar uma avaliada no seu processo de vendas atual. Querendo ou não, tudo provavelmente já obedece um padrão, uma sistemática que foi moldada na repetição do dia a dia. Pois bem: este esquema será posto em conformidade com o sistema.

É importante, neste ponto, separar as tarefas administrativas das tarefas relacionadas às vendas propriamente. É o momento de nivelar e separar as coisas. Aqui, quem deve ser respeitado e ouvido é o próprio vendedor.

Este momento de horizontalidade é uma oportunidade de ouro para o profissional ajeitar sua “maleta de ferramentas”, fazendo também valer sua opinião e estilo.

Aí, sim, o sistema propriamente dito pode ser configurado. Uma vez “lubrificado” e personalizado para o vendedor, a máquina pode “partir para cima”.

Nessa etapa, uma opção interessante de automação pode ser o uso de chatbots, já que, muitas vezes, os vendedores acabam gastando muito tempo com perguntas repetitivas, sobrando menos tempo para concretizar de fato uma venda.

2. Cheque a adesão dos profissionais ao sistema / CRM

A equipe e os profissionais de vendas precisam compreender e gostar da mudança, saber como e por que está acontecendo a automação. Que não é uma “ordem expressa” devido a qualquer “incompetência”, pelo contrário, que os resultados animam e clamam por mais resultados. Que, se tudo der certo, será mais faturamento para todos!

Se a mensagem for passada com credibilidade e no tempo certo, a própria equipe irá explorar o sistema da melhor maneira possível, se comprometendo em fazer bom uso e identificar qualquer falha ou falta.

Diante disso, talvez você identifique a necessidade de aderir a um novo CRM, já que o sistema atual pode não estar sendo um bom aliado da sua equipe.

3. Escolha o melhor produto em sintonia com o setor de vendas / SendPulse

Dentro do possível, partilhe as opções com quem vende, peça opiniões, crie cenários onde quem entende de vender “na ponta” possa se sentir relevante e ajudar na melhor escolha.

Não se pode perder um tempão testando sistemas. Por conta disso, ao lado de seus vendedores, pesquise e avalie possíveis soluções de automação completa. Nesse cenário, a SendPulse é uma excelente escolha.

Com o sistema rodando, verá que tudo ficará mais fluente: as oportunidades de vendas serão bem aproveitadas, com as funções ocorrendo em bom timing. O tempo de abordagem e resposta de clientes passará a um novo patamar, bem como a experiência interativa e análise desses dados.

O andamento das vendas dentro do pipeline ganhará outro aspecto, com históricos de taxas de conversão e outros parâmetros.

Agora é só correr para o abraço!

Aqui mostramos um pouco de tudo no que tange a automação, com exemplos e opções variadas. Dependendo do segmento e envergadura da empresa, também considerando metas e intenções, sua busca pode variar de um pequeno software a uma plataforma universal.

Mas, sem dúvidas, o importante é saber estruturar e dar conta do imprescindível, conhecendo os pilares da empresa e o caráter da clientela lá fora. Assim, você dará o tiro certo e sairá disparado na largada.

Como vimos, uma sugestão é a SendPulse, ferramenta de automação de marketing super completa.

A SendPulse é uma plataforma de comunicação 5 em 1 que agiliza e unifica serviços de e-mail, SMS, messenger e web push, com chatbot de Telegram, Facebook, Viber e outros.

Com gatilhos de e-mails, coleta de informações de usuários, modelos responsivos e fluxos automatizados, o sistema que começa na comunicação cria um evento completo que culmina na venda.

A SendPulse é uma ferramenta multifuncional dentro do aspecto comunicativo e direcionado ao marketing, mas nossas opções podem agregar e somar em qualquer setor da empresa ou ideia que precise botar em prática.

Seja qual for a sua área de atuação, nossa solução vai ajudar a melhorar seus resultados. O que importa é que a empresa funcione nos trilhos!

Gostou dessas ideias de automações para vender mais sem aumentar seu time? Então, boas vendas!

[Total: 1   Average: 4/5]

15000 e-mails gratuitos todos os meses.